Retrospect[v]iva 2021: Relembre os fatos que marcaram o ano do Coldplay

Mais um ano chega ao fim e mais uma vez o Viva Coldplay lança uma retrospectiva que passeia pela linha do tempo da banda

31 dezembro, 2021

Em relação ao mundo, este ano foi um período de retomada. Para o Coldplay, foram meses especiais que incluíram grandes acontecimentos. Por exemplo, o lançamento do álbum “Music Of The Spheres” e o anúncio de uma turnê mundial que promete revolucionar a indústria da música.

No último dia de 2021, a Retrospect[v]iva chega repleta saudade a fim de oferecer uma viagem intergaláctica pelos últimos meses da banda. Relembre, a seguir, cada um dos capítulos que movimentaram a carreira do Coldplay e balançaram os corações de fãs da banda.   

Fevereiro

07 | Registro de “Music of the Spheres”  

Foi nessa data que a imprensa começou a especular que esse seria o título do 9º álbum de estúdio da banda. O registro apareceu no banco de dados do escritório de propriedade intelectual do governo do Reino Unido e repercutiu, primeiro, no The Sun. O fato coincidiu com uma imagem que já era conhecida por fãs da banda desde o lançamento do álbum “Everyday Life” (2019). 

Leia mais

18 | Início do rumor sobre Rock in Rio 

Neste dia, José Norberto Flesch, jornalista famoso por anunciar shows internacionais em primeira mão, disse, pela primeira vez, que Coldplay se apresentaria na próxima edição do Rock in Rio. 

Relembre clicando aqui.


Março

14 | De volta a uma categoria principal

11 anos depois de “Viva La Vida Or Death And All His Friend” ser indicado a Álbum do Ano, o álbum  “Everyday Life” marcou a segunda vez do Coldplay na categoria. Ousado e com qualidade técnica e sonora, o disco chegou lá abordando temas como fé, abuso policial, racismo, armas, Oriente Médio, diversidade e vida cotidiana. Apesar disso, o 8º álbum de estúdio da banda perdeu para Taylor Swift e seu trabalho intitulado “Folklore”. Ainda sobre a cerimônia realizada em março, Chris Martin, ao lado de Brittany Howard, realizou uma performance em homenagem aos artistas e profissionais da indústria musical falecidos. Ele tocou piano, enquanto ela assumiu os vocais. A música escolhida foi “You’ll Never Walk Alone”, clássico de Rodgers e Hammerstein.  

Assista aos vídeos aqui.


Abril

23 | Sinais de lançamento

Coldplay começou a dar sinais de lançamento por meio de códigos que começaram a ser decodificados por fãs. Na ocasião, mensagens misteriosas apontaram para o início de uma suposta nova era da banda. Primeiro, nas redes sociais, uma conta intitulada “Alien Radio fm” começou a chamar a atenção dos fãs. Concomitantemente, um site com o mesmo nome recebia visitantes e permitia um passeio por frequências até que o sinal correto fosse sintonizado. O visual e a sequência de números coincidiam com a ideia de “Music of the Spheres”, nome revelado no encarte do “Everyday Life”.  Também começaram a surgir pôsteres com o mesmo conceito. O primeiro foi visualizado na parede da Green Park, estação do metrô de Londres (mesmo local que a banda divulgou o seu oitavo álbum de estúdio). O material dizia: “Coldplay; Higher Power; May Seven” (o que já parecia indicar que algo seria lançado no dia sete de maio e fez as pessoas se perguntarem se não seria um single com o nome “Higher Power”). Também foi decifrada a frase: “Essa felicidade é elétrica e você está circulando através dela. Estou muito feliz por estar vivo em uma época em que você também está”. As informações se conectaram, ainda, com o fato de que, também no dia 23 de abril, SpaceX e Nasa lançaram quatro astronautas rumo à estação espacial. Foi a primeira equipe lançada com material reciclado de um voo anterior (o que coincidia com os princípios do Coldplay). Além disso, a conta Alien Radio seguia um dos astronautas a bordo (Thomas Pesquet). 

Relembre todos os empolgantes sinais aqui.   

24 | Cresce o rumor sobre o Rock in Rio

Foi a vez do jornal O Globo, dentro do blog da Turma da Coluna (de Ancelmo Gois), publicar uma nota rápida afirmando que o Coldplay viria ao Brasil em 2022. “A banda britânica Coldplay está confirmadíssima para se apresentar no Rock in Rio, em setembro de 2022”, escreveu Ana Cláudia Guimarães – que é editora do blog liderado por Gois. A afirmação do veículo carioca coincidiu com uma notícia veiculada em fevereiro – que destacava palavras do jornalista José Norberto Flesch afirmando que a banda se apresentaria na próxima edição do festival. 

O rumor também apareceu no nosso site.

27 | Confirmação de lançamento 

Depois de várias mensagens misteriosas, a banda publicou um vídeo com a mesma identidade visual e verbal da Alien Radio FM, plataforma que foi descoberta dias antes por fãs, e atualizou avatar e capa das redes sociais. No Twitter, a conta do Coldplay estabeleceu contato com a Alien Radio ao responder um tweet usando os emojis que a rádio já usava. Na mesma onda, o site oficial da banda assumiu uma novo visual e passou a receber visitantes com a linguagem da Alien Radio. Em um código já decodificado por fãs, a mensagem do site anuncia: “Higher Power; Coldplay; Sexta-feira 7 de maio”. Além disso, na mesma data, a banda enviou e-mails para fãs cadastrados no site com uma mensagem que inclui a frase “The joy is eletric” (Esta alegria é elétrica). O conteúdo coincidia com uma frase que foi decodificada dias atrás por fãs e que diz: “Esta alegria é elétrica e você está circulando através dela. Estou feliz por estar vivo no mesmo tempo que você”.

Leia mais.  

29 | Coldplay anunciou “Higher Power”

Foi neste dia que o retorno do Coldplay, a data e o título (que fãs da banda decifraram nos dias anteriores) foram confirmados. A banda anunciou que o single “Higher Power” seria lançado no dia sete de maio. “Essa música ganhou vida no início de 2020 por meio de um pequeno teclado e uma pia de banheiro”, dizia uma mensagem publicada nas redes sociais do grupo e assinada por Chris, Guy, Jonny e Will. A banda também revelou que Max Martin assinava a produção da faixa. Aumentando a expectativa dos fãs, o pre-save de “Higher Power” foi disponibilizado. 
 
Relembre os detalhes aqui.

29 | Gravação no rio Tâmisa

Diversas fotos da banda gravando uma grande performance começaram a circular e movimentaram rumores de que Coldplay seria a atração responsável pela abertura do BRIT Awards 2021. Os registros mostravam a banda em um palco flutuante no rio Tâmisa, em Londres, nos arredores da O2 Arena. Chamou a atenção a quantidade de fogos de artifício em tons de roxo, além de elementos visuais conectados ao single “Higher Power”. A banda havia anunciado o novo single poucas horas antes das gravações no Tâmisa, um movimento que já tinha provocado pequenas revelações, incluindo o prenúncio dos figurinos pensados para a nova Era. Fotos da gravação em Londres ampliavam essa visão e mostravam instrumentos e roupas com diversos elementos presentes no encarte do CD single e no universo visual que, nessa época, já eram trabalhados pela banda e pela Alien Radio FM. 

Na época, o Viva publicou todas as fotos aqui.


Maio

07 | Estação Espacial Internacional  

Depois de despertar curiosidade com a divulgação de mensagens enigmáticas sobre o trabalho, o Coldplay lançou o single “Higher Power” direto da Estação Espacial Internacional (ISS). Do espaço, o astronauta Thomas Pesquet conversou com a banda e foi o responsável pela primeira execução da faixa. Na sequência, o single produzido por Max Martin foi disponibilizado nas plataformas digitais. Fãs que acompanhavam a transmissão no YouTube começaram a visualizar o mesmo vídeo que ganhava o interior da nave e que depois foi disponibilizado no canal do Coldplay. Em uma performance gravada especialmente para o momento, a banda apareceu ao ar livre acompanhada de hologramas coloridos e com cara de alienígenas. O vídeo foi dirigido por Paul Dugdale.

Relembre o lançamento aqui.

08 | Chris Martin falou com a Apple Music

O papo de pouco mais de 30 minutos foi guiado por Zane Lowe e abordou o processo criativo por trás do single “Higher Power”, a aproximação do Coldplay com o pop e os planos para uma turnê eco-friendly. O vocalista ainda falou sobre: pandemia e gratidão; Max Martin como produtor frequente do Coldplay; liberdade que permite passear por sonoridades diferentes; e reflexões sobre fama e egoísmo. Em um dos momentos ele até citou o Brasil para ilustrar um exemplo de que a banda quer tocar em vários lugares, mas que faz parte da busca deles poluir menos em relação ao combustível de aviação. 

O Viva Coldplay traduziu tudo e você pode relembrar o conteúdo clicando aqui.

09 | 1ª performance de “Higher Power” 

Com figurino e instrumentos refletindo a estética cósmica a alienígena que a banda vinha usando nos materiais e promoção de “Higher Power”, os integrantes do Coldplay apareceram na TV cercados por um cenário com os planetas fictícios que começavam a apresentar a era Music of the Spheres. Gravada no The Roundhouse, em Londres, a apresentação foi ao ar no programa estadunidense “American Idol” e contou com direção de Paula Dugdale. Ainda no mesmo episódio, Chris Martin foi mentor de sete competidores do programa American Idol e o Viva Coldplay reuniu os vídeos de cada mentoria, além da tradução do papo do vocalista com os cantores.  

Relembre performance e mentoria clicando aqui.

11 | Coldplay coloriu o BRIT Awards

A banda fez uma performance de “Higher Power” na abertura do 41º BRIT Awards. Em um palco flutuante estruturado no rio Tâmisa especialmente para a apresentação, os integrantes do Coldplay se posicionaram no centro de um círculo de luz enquanto fogos de artifício foram disparados logo atrás deles e preencheram o céu nos arredores da O2 Arena, espaço de Londres que recebeu a cerimônia em 2021. Para a performance, o Coldplay investiu em figurinos e instrumentos marcados pela estética de espaço cósmico – que coincidia com a proposta empregada nos materiais e nas ações de divulgação de “Higher Power”. A apresentação contou com os hologramas coloridos que já tinham aparecido na transmissão extraterrestre que conectou a banda com a Estação Espacial Internacional no dia do lançamento do single.  

Assista à performance aqui.

16 | Entrevista no Fantástico

O Fantástico exibiu uma entrevista exclusiva com Chris Martin e Jonny Buckland. O estúdio do programa da TV Globo foi tomado pelo alfabeto fictício, que a banda intitulou de “Kaotican”, enquanto Maju Coutinho e Tadeu Schmidt explicaram a relação dos símbolos com o Coldplay. Já no papo com a jornalista Cecilia Malan, Chris contou que a banda teve sorte porque formou uma bolha e conseguiu continuar trabalhando mesmo em meio à pandemia. O programa ainda mostrou que o astronauta Thomas Pesquet conversou com a banda da Estação Espacial Internacional e de lá realizou a primeira execução da faixa. Falando sobre o planeta Terra, vocalista e guitarrista concordaram que não há lugar melhor para se apresentar do que no Brasil. “É o sonho de qualquer banda, é como tocar no céu”, disse Chris. No site do Viva, a matéria que abordou a entrevista no Fantástico foi uma das mais acessadas do ano.

Relembre a entrevista aqui

22 | Glastonbury Festival  

Em sua primeira edição virtual, o Glastonbury fez uma transmissão global intitulada “Live at Worthy Farm” e contou com um show do Coldplay na famosa fazenda em que o festival acontece. A performance, de cerca de 35 minutos, contou com as faixas: “Music Of The SpheresI”, “Higher Power”, “The Scientist”, “Viva la Vida”, “Human Heart”, “Clocks”, “Fix You” e “A Sky Full of Stars”. Com muitas luzes e o icônico Pyramid Stage de cenário, a banda apresentou a, até então, nova “Human Heart”. Na época, Phil Harvey utilizou o Twitter oficial do Coldplay para confirmar o título da faixa e celebrar a participação do duo “We Are KING”.  

Relembre o episódio clicando aqui.

27 | Ruínas de Whitby Abbey 

Neste dia foi ao ar o show que Coldplay gravou para o “Big Weekend”. Promovido pela BBC Radio 1, o evento levou a banda para o interior da Inglaterra e garantiu uma das mais belas performances de 2021. A apresentação aconteceu no Whitby Abbey e impressionou pela grandiosidade, pelas projeções refletidas nas paredes das ruínas e pelos fogos de artifício que tomaram o céu do principal ponto turístico da cidade de Whitby. Também se destacaram as cerca de 10 mil lâmpadas recicladas que foram posicionadas no gramado e representaram fãs que não puderam comparecer por conta da pandemia. Chris, Guy, Jonny e Will concederam entrevistas interessantes e a banda realizou as segundas apresentações das, até então novas, “Music of the Spheres” e “Human Heart”.  A performance de “Viva la Vida” foi outro destaque do dia e contou com vídeos que fãs de diversos locais do mundo gravaram e enviaram para o site da banda.  

No nosso site nós disponibilizados a íntegra da performance e a matéria foi uma das mais acessadas em 2021. Confira tudo clicando aqui.


Junho

08 | Clipe eletrizante de “Higher Power” 

Coldplay lançou um videoclipe cinematográfico para o single “Higher Power”. Com direção assinada por Dave Meyers, o vídeo marcou o primeiro da banda em 4K e apostou em efeitos visuais impecáveis, apresentando uma paleta de cores em tons mais escuros até o momento em que Chris encontra um grupo de alienígenas dançarinos e recebe energia o suficiente para iluminar a tela e executar passos de dança. Quando os dançarinos são ‘abduzidos’, o vocalista se conecta a uma ‘força superior’ e se vê cercado por Guy, Jonny e Will – seus companheiros de banda. Os instrumentos baixo, guitarra e bateria eletrizam ainda mais Chris Martin e, como a letra da música diz, proporcionam uma alegria elétrica que circula através do vocalista. Sobre o vídeo, Meyers disse que “é uma metáfora de como todos nós estamos nos sentindo alienados e distantes do que costumava ser o nosso mundo; é quase como se estivéssemos em um planeta alienígena”, declarou, acrescentando que o clipe mostra uma realidade melhor depois da escuridão. A banda destacou o texto “Music of the Spheres” logo no início do vídeo, o que indicou a confirmação de expectativas sobre seu próximo lançamento. 

Clique aqui para relembrar a matéria que abordou o clipe.

09 | Chris Martin respondeu o Viva

Chris Martin e Jonny Buckland assumiram o Twitter do Coldplay e promoveram um Q&A, ou seja, um momento com perguntas e respostas. O vocalista e o guitarrista falaram sobre o clipe de “Higher Power”, carreira e vida pessoal. Enquanto Jonny foi mais sucinto, Chris se entusiasmou com as palavras. O Viva Coldplay, por meio da nossa conta no Twitter, garantiu uma das respostas de Chris Martin. Estruturamos a nossa questão com um verso do mais recente single do Coldplay e, em troca, recebemos uma resposta bem-humorada do vocalista. “Olá, Chris. Quando você se sente como um disco arranhado (quebrado)? Se cuida! Nós te amamos”, nós perguntamos, enquanto Chris respondeu: “Engraçado você ter perguntado isso, pois estou me sentindo um a-a-a-a-a-agora! C”. Um dos destaques do Q&A foi uma resposta em que Chris Martin seguiu a narrativa de quem perguntou e confirmou que Coldplay lançaria um novo álbum (o que ainda não estava confirmado na época – apesar do single “Higher Power”). 
 
Confira todas as perguntas e respostas clicando aqui.

16 | Versão acústica com Jimmy Fallon 

Coldplay foi ao “Tonight Show Starring Jimmy Fallon”, programa exibido nos Estados Unidos pela NBC, e fez uma performance acústica de “Higher Power”. Direto de um terraço em Nova York, o grupo se apresentou cercado pela Catedral de São Patrício (St. Patrick ‘s Cathedral) e outros prédios. Com Chris Martin no violão e Guy Berryman e Jonny Buckland em suas já conhecidas funções, a performance surpreendeu quem ainda não está acostumado a ver Will Champion mandando bem no piano. Intimista, a performance ainda contou com o próprio Jimmy Fallon atuando como vocal de apoio. 

Assista à performance aqui.

17 | Coldplay se apresenta no Today Show

Coldplay seguiu divulgando o então single “Higher Power” por programadas gravados em Nova York. No dia 17, a banda escolheu o “Today Show” para apresentar “Higher Power” e os hits “A Sky Full Of Stars” e “Clocks”. 

Vídeos aqui e fotos aqui.

22 | Sparks no Instagram

Chris Martin e Jonny Buckland fizeram live no Instagram do Coldplay e apresentaram as faixas: “Violet Hill”, “Sparks”, “Square One” (trecho) e “Higher Power” 
 
Assista à performance de “Sparks” clicando aqui.

23 | Guy e Will no Twitter

O Brasil foi lembrado duas vezes: primeiro com Guy destacando Ayrton Senna como o seu piloto favorito de Fórmula 1, segundo com Will Champion respondendo que sua comida brasileira favorita é Biscoito Globo (famoso no Rio de Janeiro). “Eu poderia comer isso acompanhado de um chopp gelado”, disse o baterista. Eles responderam muitas outras perguntas interessantes sobre a carreira do Coldplay.

O Viva traduziu tudo aqui


Julho

08 | Flagrados na Espanha 

As gravações aconteceram no Castellnou, em Rubí (área parte da Catalunha). Nas fotos er possível ver que a equipe da banda aplicou novos grafites nas piscinas abandonadas de Castellnou (com destaque para o alfabeto Kaotican). Drones, green screen e uma grande equipe foram vistos por lá. Pouco depois descobriríamos que a gravação resultaria no clipe de “My Universe”. 

Relembre as fotos do flagra clicando aqui.

20 | Anúncio de lançamento do MOTS

Em um dos dias mais especiais do ano para os Coldplayers, Coldplay anunciou que lançaria o álbum “Music of the Spheres” no dia 15 de outubro! Já em julho a banda abriu a pré-venda do 9º disco de estúdio, bem como liberou as prévias de todas as faixas. O trailer do álbum foi disponibilizado nas redes sociais da banda, no YouTube e nas plataformas digitais. Ainda no dia 20 de julho, Coldplay publicou uma carta falando sobre o lançamento. “Oi, pessoal. Nós esperamos que vocês estejam muito bem! Nós temos um novo álbum intitulado “Music of the Spheres (Vol. I)” que será lançado no dia 15 de outubro de 2021, uma sexta-feira. O disco foi produzido por Max Martin. Há um trailer, para anunciar o álbum, que se chama ‘Overtura’. É um vídeo que você pode assistir/ouvir agora, se você desejar. Tem uma faixa no álbum chamada ‘Coloratura’ e ela será lançada na sexta-feira, já o nosso próximo single será lançado em setembro. Obrigado por escutarem, ou por virem aos nossos shows, ou por qualquer coisa que fez a gente se conhecer através do som da banda. ‘Todo mundo é um alienígena em algum lugar’. Com amor, Chris, Jonny, Guy & Will (e Phil) – a.k.a. Coldplay”, escreveram.  

Relembre o trailer e mais clicando aqui

22 | “Coloratura”: já nasceu aclamada

Coldplay lançou a deslumbrante “Coloratura” nas plataformas digitais e ainda disponibilizou um lyric video que reuniu Pilar Zeta na Direção de Arte e Victor Scorrano na Animação. Em nota publicada no site oficial, a banda usou as palavras épica e crescente para apresentar a canção. Com duração de 10 minutos e 18 segundos e digna de encerramento de álbum, a faixa já chegou com cara de hino atemporal e logo começou a ser chamada de obra-prima por parte de fãs. Na música, Will Champion fez um belo trabalho como segunda voz e dividiu espaço com a voz única de Chris Martin. Os versos falam sobre um lugar em que todos que vieram antes são abertos aos que estão chegando e ainda mostram esperança ao repetirem que, mesmo no caos de um mundo “louco”, se mantém o desejo de ter a pessoa amada ao lado. Com momentos que convidam fãs para cantar junto, a música carrega a mensagem de que, no final das contas, tudo se resume ao amor que você está enviando ao mundo. A canção foi escrita por Chris Martin, Guy Berryman, Jonny Buckland, Will Champion, Davide Rossi, John Metcalfe, Max Martin e Paris Stronther. Max também produziu o trabalhado ao lado de Bill Rahko e Oscar Holter.  

Relembre o lançamento clicando aqui.

25 | Coldplay em ritmo de orquestra 

O concerto “Coldplay Sinfônico” foi transmitido no YouTube. O espetáculo contou com a regência de Felipe Prazeres e reuniu hits da banda. Meia hora antes do concerto, o público curtiu um bate-papo online com participação do Viva Coldplay! Paula Valladares e Vitor Babilônia, que integram a equipe do site, falaram com o violinista Márcio Sanchez sobre as músicas que a orquestra elegeu para fazer releituras, bem como debateram a carreira da banda e a história do Viva Coldplay. 

Relembre este momento clicando aqui.


Agosto

23 | Coldplay cobrou políticos brasileiros 

Coldplay movimentou o Twitter e veículos de mídia do Brasil ao falar diretamente com governadores de oito estados do país. A banda cobrou compromisso dos políticos contra a crise do clima e convidou cada um deles para o evento Global Citizen Live, evento que foi realizado dois dias depois e que contou com diversas ações de arrecadação e conscientização, incluindo um show do Coldplay na cidade de Nova York.

Na publicação, a banda marcou os governadores Waldez Góes (PDT Amapá), Helder Barbalho (MDB Pará), Mauro Mendes (Democratas Mato Grosso), Marcos Rocha (sem partido Rondônia), João Azevêdo (Cidadania Paraíba) e Wellington Dias (PT Piauí). Em um tom amistoso, os integrantes começaram o tweet em português e finalizaram mostrando que esperam que os políticos brasileiros se comprometam. “Olá. Os estados que vocês representam têm uma grande oportunidade de fazer história no combate às mudanças climáticas. Vocês vão se juntar a nós no Global Citizen Live com compromissos de conservação e adaptação?”

Pouco depois, a banda utilizou o mesmo texto para incluir outros dois nomes no diálogo: Wilson Lima (PSC Amazonas) e Camilo Santana (PT Ceará). A mensagem foi respondida por todos os governadores. Helder Barbalho, por exemplo, agradeceu o comprometimento do Coldplay com as florestas, a biodiversidade e o povo. Waldez Góes também enviou uma resposta e defendeu que o mundo merece muito mais do que a humanidade tem oferecido. Já Camilo Santana afirmou que o governo “do Estado do Ceará está 100% comprometido com as ações climáticas e na preservação do meio ambiente”, enquanto Wilson Lima indicou que o Amazonas está trabalhando para reduzir o desmatamento ilegal em 15% até o final de 2022 e convidou a banda para uma visita.  

Confira toda a repercussão disso clicando aqui


Setembro

13 | Parceria com o BTS 


Depois de diversos rumores e pistas que circularam ao redor do planeta, Coldplay anunciou uma colaboração com o grupo sul-coreano. Em comunicado, a banda antecipou que a música foi escrita tanto pelo Coldplay, quanto pelo BTS – e que a faixa seria bilíngue (inglês/coreano). No mesmo dia, a pré-venda foi disponibilizada e todas as unidades esgotadas. Desde o início, a banda se comprometeu a plantar e manter uma árvore a cada CD, cassete e vinil adquirido na Coldplay Store. Foi uma iniciativa em colaboração com a organização One Tree Planted. 

Veja mais detalhes do anúncio aqui.

18 | iHeartRadio Music Festival 2021  

O show aconteceu na T-Mobile Arena, em Las Vegas, e foi mais um passo na pré divulgação do álbum “Music Of The Spheres”. A setlist contou com as músicas “Music Of The Spheres I”, “Higher Power”, “Viva la Vida”, “Fix You”, “Human Heart” e “A Sky Full of Stars”.  

Clique aqui para assistir à íntegra do show, bem como para conferir imagens.

22 | The Howard Stern Show 

Passando uma temporada em Nova York para divulgar o single “My Universe” e o álbum “Music Of The Spheres”, Coldplay participou do “The Howard Stern Show”. O destaque da participação da banda foi a apresentação de “Coloratura”. Com mais de 10 minutos de duração, a performance foi gravada no Apollo Theater e impressionou pela harmonia entre Chris, Guy, Jonny e Will. Também foi uma celebração da capacidade da banda em manter a grandeza da música mesmo fora do estúdio. Ainda rolou apresentação de “Viva La Vida” e “Fix You”, bem como uma entrevista reveladora que passou por temos como dicas que receberam de Bono (U2), o dia da composição de “Yellow”, os altos e baixos de estar em turnê e a relação entre Chris e Will quando se trata de novas músicas.   

Relembre tudo o que aconteceu no The Howard Stern Show clicando aqui

23 | O barulho de “People of the Pride”

Coldplay fez show em Nova York e apresentou a até então inédita “People of the Pride”. No mesmo dia, fãs da banda foram a loucura porque, apesar de a canção fazer parte de um álbum inédito, ficou claro que ela é, na verdade, uma versão finalizada de uma canção chamada “The Man Who Swears”. A tal música é da era Viva La Vida e uma versão demo dela ficou disponível na internet há muitos anos. Além de “People of the Pride”, a setlist contou com outras cinco faixas do “Music Of The Spheres”, álbum que a banda lançaria alguns dias depois. Destaque para “My Universe” (colaboração com o BTS que seria lançada nas plataformas digitais horas depois). 

Mais informações sobre o show aqui.

24 | Lançamento de “My Universe”

Quando o relógio marcava 1h da madrugada no Brasil, horário em que aconteceu o lançamento, mais de 400 mil pessoas já esperavam pela disponibilização do lyric video de “My Universe” no YouTube. 10 horas depois, o vídeo, que defende que todos somos um só no universo – e que conta com os versos da faixa escritos à mão pelos dois grupos (em inglês e coreano), já acumulava mais de 10 milhões de visualizações! Em poucas horas, o single alcançou o topo do iTunes em cerca de 90 países, incluindo Brasil, Reino Unido e Estados Unidos. A faixa foi produzida por Max Martin, Bill Rahko e Oscar Holter e composta por todos do Coldplay, bem como J-Hope, RM e SUGA (do BTS).  

Relembre a movimentação que marcou o lançamento de “My Universe” clicando aqui.

26 | Participações estreladas

Na edição deste ano, Globa Citizen reuniu, em seu festival, mais de 70 artistas em diversas cidades do mundo e marcou o retorno da plateia nos Estados Unidos e na França. Direto do Central Park, em Nova York, Coldplay foi headliner da noite e realizou um show com mensagens inspiradoras. A setlist abraçou o passado e o presente e contou com 10 canções, incluindo quatro que integram a lista de faixas do álbum “Music Of The Spheres” – disco da banda que ainda seria lançado. Com transmissão pelo YouTube, o show repercutiu entre os assuntos mais comentados do dia e aumentou a expectativa para o novo disco. Grande parte da atenção que a apresentação conquistou se deve ao time estrelado de participações que a banda recebeu no palco. Billie Eilish e o irmão FINNEAS, por exemplo, dividiram os vocais de “Fix You” com Chris Martin. Coldplay ainda recebeu convidados como Shawn Mendes e Camila Cabello, que somaram forças em uma apresentação acústica de “Yellow”, e Jacob Collier e o duo We Are KING – que soltaram a voz em “Human Heart”. A participação mais aguardada não foi presencial, mas destacou o BTS nos telões.  

Assista ao show clicando aqui.

26 | Inside My Universe 

Coldplay lançou documentário mostrando os bastidores da viagem de Chris Martin para a Coreia do Sul. Com cerca de 13 minutos de duração, a obra mostra o primeiro encontro de Chris Martin com RM, Jimin, Suga, J-Hope, Jungkook, V e Jin, e passeia pelos bastidores da criação do single colaborativo. Na obra, Chris explicou que a ideia de colaborar com o BTS surgiu 18 meses antes da viagem. Um dos momentos mais empolgantes está no primeiro encontro entre os dois lados. Os integrantes do grupo demonstraram muita admiração pelo vocalista do Coldplay e fizeram declarações, enquanto Chris demonstrou todo o seu encantamento com a experiência. Em um momento do documentário, Chris falou sobre o significado da canção para ele. “Essa música mostra como o poder do amor transcende todas as coisas, todas as fronteiras, regras, gêneros, raça e sexualidade. É sobre olhar para pessoas que estão separadas por fronteiras e/ou que não podem estar juntas, mas entender que nada pode impedir as pessoas de se amarem”, afirmou.  

Assista ao documentário clicando aqui.

26 | Acústica e Remix

Dois dias depois de lançar o single “My Universe”, Coldplay liberou a versão acústica da colaboração com o BTS. Assim como a versão original, a novidade já chegou acompanhada de um lyric video preenchido com versos escritos à mão pelos membros dos dois grupos, bem como visual psicodélico e fontes neon. Ainda sobre a versão acústica, a ficha técnica permanece a mesma da versão original. Já sobre a versão remix, intitulada “Supernova 7 Mix”, o trabalho foi produzido e remixado pelo baixista do Coldplay: Guy Berryman. O lyric video do remix foi dirigido por Victor Scorrano, que também é um dos nomes presentes na ficha técnica do lyric video de “Coloratura”, e terminou o ano como uma das peças visuais mais bonitas da nova era da banda. Muitas cores e um passeio estonteante pelo planeta Epiphane, que aparece iluminado ao som do remix assinado por Guy, marcam o vídeo. 

Escute e confira o vídeo da versão acústica aqui e do remix aqui.  

30 | Clipe de “My Universe” 

Cerca de uma semana após a chegada da música às plataformas digitais, a banda lançou o clipe de “My Universe” em parceria com o BTS. Com direção de Dave Meyers, o vídeo veio com uma narrativa futurística e um contexto em que fazer música era algo proibido entre todas as esferas. No clipe, três bandas, em três planetas diferentes, desafiam a censura e contam com a ajuda da DJ Lafrique para unir forças contra os silenciadores. Direto de sua nave, a DJ utiliza uma tecnologia intitulada “holoband” e consegue juntar Coldplay, BTS e Supernova 7 por meio de hologramas. Mesmo assim, os silenciadores insistem em caçar as três bandas. No vídeo, Coldplay canta direto de um planeta chamado Floris, enquanto BTS apareceu no planeta Calypso e a banda Supernova 7 no planeta Supersolis. Os três astros integram o sistema solar fictício que foi criado especialmente para dar vida ao universo do álbum “Music Of The Spheres”. Quando se trata de bastidores, o clipe foi resultado de um acontecimento de julho – mês em que o Coldplay foi flagrando gravando sua parte do clipe na Espanha. Já a parte do BTS foi gravada em Seoul, na Coreia do Sul, duas semanas depois. O clipe ultrapassou cinco milhões de visualizações nas primeiras três horas após o seu lançamento. 

Saiba mais sobre o clipe navegando aqui.


Outubro

01 | Brasileiro contratado  

O Viva Coldplay entrevistou Felipe Foster, brasileiro que foi contratado pelo Coldplay para criar o pôster do clipe de “My Universe”. O trabalho de Foster foi divulgado pela banda no dia 29 de outubro e a entrevista entrou no ar no dia 1º de outubro. O compartilhamento do link com a entrevista foi um sucesso no Twitter e, assim, a matéria se consagrou como uma das mais lidas no nosso site em 2021. No bate-papo, o jovem de Jataí falou sobre o processo criativo por trás do pôster e contou como foi abordado pelo Coldplay. 

Leia a íntegra da entrevista aqui

04 | Selena Gomez confirmou rumores

Confirmando diversos rumores, Selena Gomez e Coldplay divulgaram um teaser da parceria entre os dois lados, bem como o título da colaboração (“Let Somebody Go”). Com 15 segundo de duração, o teaser chegou revelando um pouco da canção e destacando o planeta “Calypso’. No mesmo mês, Coldplay deixou um comentário nas redes de Selena comemorando a parceria e dizendo que o trabalho conjunto representava a realização de um sonho. 

Relembre aqui como aconteceu a revelação. 

05 | Fazendo história no topo da Billboard

“My Universe”, colaboração entre Coldplay e BTS, estreou direto no topo da principal parada de singles dos Estados Unidos! O segundo single do álbum “Music of the Spheres” ampliou seu feito histórico e também ficou no topo das listas “Global 200” e “Global (Excluding United States)”, ou seja, uma dominação mundial. Essa foi a volta do Coldplay, ao topo das músicas mais bem-sucedidas nas paradas gerais dos Estados Unidos, depois de 13 anos do seu único número 1 na Hot 100 (com “Viva la Vida”). A banda fez história ao se tornar a primeira banda britânica de todos os tempos a estrear uma faixa diretamente no 1º lugar da Billboard Hot 100. Além disso, o Coldplay ainda é a única banda britânica a chegar no lugar mais alto da lista neste século (e eles ainda conseguiram esse feito duas vezes). Segundo a Billboard, em sua primeira semana “My Universe” conseguiu 11.5 milhões de streams apenas nos Estados Unidos, além de 5.5 milhões de impressões nas rádios estadunidenses. Já na soma da mistura de vendas entre downloads e singles físicos, os dois grupos alcançaram 127.000 unidades. O single também fez a sua estreia no topo das paradas da Billboard intituladas “Hot Rock & Alternative Songs”, “Hot Alternative Songs charts” e “Digital Song Sales”. Com o resultado, o Coldplay garantiu seu segundo número 1 na lista “Hot Rock & Alternative Songs” (apenas “A Sky Full Of Stars” tinha alcançado o lugar mais alto nesse ranking). 

Vem ler mais sobre o feito incrível de “My Universe” e ainda ficar por dentro do histórico de toda a carreira do Coldplay na Billboard, clicando aqui

05 | Reunião no Apollo Theater

A primeira performance presencial de Coldplay X BTS seguiu o bom momento do single e revelou uma versão intimista do single que, naquele momento, era o número 1 nos EUA. Evidenciando a harmonia de vozes e energia, o registro foi feito por Marcus Haney no dia 22 de setembro e publicado no dia 5 de outubro pelo Coldplay. O episódio marcou o primeiro encontro dos membros dos dois lados. Antes disso, apenas Chris Martin e RM, Jin, SUGA, j-hope, Jimin, V e Jung Kook, os sete integrantes do BTS, haviam se encontrado presencialmente. O encontro foi filmado no icônico Apollo Theater, em Nova York, e tem cerca de três minutos de duração.  

Assista ao vídeo clicando aqui

05 | Quotidien

Também no dia 5 de outubro, foi ao ar a participação da banda no programa “Quotidien”, do canal francês TMC. Faltando poucos dias para o lançamento do álbum “Music of the Spheres”, Coldplay seguia uma rota de divulgação por programas de TV da Europa e, na atração francesa, concedeu uma entrevista e apresentou seu hit “My Universe”. Essa foi a primeira performance televisionada depois que a colaboração com o BTS estreou no topo da Billboard Hot 100. 

Relembre o momento clicando aqui

06 | Coldplay estendeu contrato

A revista Variety publicou que a banda resolveu estender seu vínculo com o grupo Warner Music. Segundo a publicação, Coldplay assinou um contrato de longa duração com os selos Parlophone e Atlantic Records, gravadoras que representam a banda no Reino Unido e nos Estados Unidos – respectivamente. À Variety, Max Lousada (CEO do Warner Music Group) falou sobre o novo contrato da banda. “Coldplay se tornou a maior banda do planeta e eles conseguiram fazer isso por se desafiar e reinventar seu som constantemente. Eles sempre foram grandes campeões e pessoas admiradas entre os colegas artistas, e a parceria recente com o BTS é apenas mais um exemplo do quanto a influência e a inspiração que a banda provoca são elementos que podem ultrapassar fronteiras. Nós estamos honrados com o fato de que Chris, Guy, Will e Jonny escolheram renovar a sua parceria com a Warner enquanto continuam a fazer música com uma incrível criatividade e originalidade”. Do lado do Coldplay, a banda também não esconde o contentamento de permanecer com as equipes que já cuidavam de seus lançamentos. “Nós estamos muito felizes em assinar com Max, Tony, Mitch, Julie e todos os responsáveis por Parlophone, Atlantic e Warner ao redor do mundo”, declarou a banda.  

Clique aqui e leia mais sobre isso. 

10 | Spot The Spheres

Coldplay iniciou uma jornada misteriosa no dia 10 de outubro. Primeiro, ao dar play em “My Universe” no Spotify, fãs conseguiam visualizar coordenadas que apontavam para Londres e que destacavam o título da faixa “Biutyful”. Confirmando essa pista, no dia 11, em Londres, foi encontrado um outdoor digital com as letras de “Biutyful”, 8ª faixa do álbum “Music of the Spheres” (naquela época ainda não lançado). Na sequência, uma coordenada indicou um endereço em Moscou, na Rússia, e os versos de “Humankind” foram revelados em um painel de um shopping em Moscou. Falando sobre a iniciativa, que foi chamada de “Spot the Spheres”, Coldplay soltou um comunicado e contou que os painéis digitais ao redor do mundo eram uma parceria com o Spotify. “Nós temos os melhores fãs do mundo e, junto com o Spotify, nós queríamos criar uma atmosfera em que fãs poderiam buscar (coordenadas) que revelassem as letras das músicas do nosso novo álbum”, declarou a banda. 

Relembre a ação “Spot The Spheres” clicando aqui

12 | Participação de Ed Sheeran  

Três dias antes do lançamento de seu novo álbum, Coldplay realizou um show na O2 Shepherd’s Bush Empire, em Londres, e recebeu Ed Sheeran no palco. Juntos, eles cantaram “Fix You” (música que Coldplay lançou como single em 2005). Alem disso, antes das três últimas faixas do show Ed voltou ao palco para apresentar dois de seus sucessos: “Shivers” e “Shape of You”.

12 | Beyoncé musa inspiradora 

Chris Martin e Will Champion conversaram com a Entertainment Weekly sobre o álbum “Music of the Spheres”. No bate-papo, Chris revelou que Beyoncé teve uma influência indireta na criação da faixa “People of the Pride”. Isso aconteceu depois que o vocalista viu um show que a estrela fez no festival Global Citizen. “A abertura de ‘Pride’ veio originalmente de Beyoncé. Eu estava assistindo ao show dela e pensei: ‘meu Deus, que música ela vai cantar?’, e então ela simplesmente parou e emendou em outra canção. Depois do show eu perguntei a ela: ‘que música era aquela?’ e ela me respondeu: ‘Eu não sei, era apenas algum interlúdio’”, contou Chris. 

Clique aqui e leia mais. 

13 | Teaser da turnê mundial

Iniciando um período empolgante para fãs do Coldplay, um teaser que anunciava a “Music of the Spheres World Tour” foi exibido nas ruas da Cidade do México. Nas horas seguintes, o material, que preparava o terreno para o anúncio que chegaria um dia depois, apareceu projetado em paredes de diversos locais do mundo, incluindo Reino Unido, Bélgica, Alemanha, Polônia e Costa Rica. 

14 | Anúncio da MOTSWT

Um dia antes de lançar o álbum “Music Of The Spheres”, a banda usou suas redes sociais para divulgar a turnê mundial e ainda falou mais sobre os shows através de um comunicado divulgado no site oficial. A notícia foi ainda mais animadora para os fãs brasileiros porque a banda logo anunciou uma data no Brasil. O show, que marcará a sétima vez do Coldplay no país, está marcado para o dia 10 de setembro, dentro do festival Rock in Rio. No entanto, a banda começará a turnê bem antes do festival. A primeira apresentação está agendada para o dia 18 de março de 2022, na Costa Rica. Através de comunicado oficial, a banda avisou que mais datas serão anunciadas em breve. “Tocar ao vivo e encontrar conexão com as pessoas é o principal motivo da existência da banda. Nós estamos planejando essa turnê por anos e estamos muito animados para viajar o mundo e passar todo o tempo juntos, tocando nossas músicas”, afirmaram, acrescentando que o desejo de fazer turnê vem acompanhado de uma consciência pulsante sobre a crise climática que o planeta enfrenta. Nesse tom, o anúncio chegou acompanhado de um conjunto abrangente de iniciativas sustentáveis – incluindo compromissos ambientais como uma árvore plantada para cada ingresso vendido, além de shows 100% gerados com energia renovável. 

Clique aqui e leia mais sobre o tema na matéria mais acessada do nosso site em 2021. 

14 | São Paulo na ação Spot The Spheres

Também no Dia 14, a cidade de São Paulo foi destaque na parceria do Coldplay com o Spotify. A ação “Spot The Spheres”, que divulgou letras das músicas do novo álbum da banda em painéis digitais ao redor do mundo, apareceu na maior cidade do Brasil. São Paulo foi responsável por revelar a letra oficial de “Human Heart”! Os versos apareceram na estação da Sé nas versões em português, inglês e Kaotican! 

Relembre o momento aqui.   

15 | Coldplay lançou seu 9º álbum

 O projeto de 12 faixas foi lançado com Max Martin responsável pela produção. Outro destaque foram as colaborações com BTS, Selena Gomez, Jacob Collier e We Are KING. Em uma viagem intergaláctica através de um universo criativo desenhado especialmente para o álbum, a obra chegou explorando diferentes sonoridades e inovou, entre outras coisas, na forma de chamar cinco faixas — que são intituladas com símbolos. A banda impactou na criação do álbum. Entre as esferas que dão vida ao “Music of the Spheres” existem planetas fictícios que se conectam a cada canção e que se estruturam a partir de diferentes idiomas alienígenas. Sobre a recepção das novas músicas, Coldplay conversou com o Spotify e revelou que não se incomoda com as reclamações sobre a mudança de sonoridade da banda. “Muitas pessoas falam que gostariam de ouvir a gente fazendo músicas como fazíamos há 20 anos. No entanto, nós já estamos cansados desse discurso. Os álbuns antigos existem para que as pessoas os escutem”, declararam, completando com a defesa de que gostam de experimentar. “Nós amamos explorar diferentes gêneros, além de trabalhar com outros artistas e não ter medo de tentar coisas novas”, concluíram. 

Clique aqui e relembre o dia do lançamento. 

15 | Audição Espacial

O Brasil recebeu uma ação de divulgação do álbum “Music of the Spheres” nos dias 15, 16, 17, 22, 23 e 24 de outubro. Nas datas, sessões especiais e gratuitas levaram o público de São Paulo para uma audição espacial do álbum por meio de uma experiência audiovisual imersiva no Planetário Ibirapuera. Foi uma observação feita a partir do sistema planetário fictício criado pela banda, o “The Spheres”. Combinação de vídeos ilustrativos percorreram uma jornada cósmica em formato full dome, passando pelos planetas de “Music Of The Spheres” ao som das 12 faixas do disco. O evento foi organizado pela Warner Music Brasil e o Viva Coldplay sorteou oito convites para seus seguidores.  

Entenda como funcionou a audição clicando aqui.  

16 | My Universe: Estudo de caso

Em uma das matérias mais interessantes publicadas em nosso site em 2021, divulgamos detalhes do clipe de “My Universe” por meio da tradução do estudo de caso disponibilizado na mesma época pelo diretor François Audouy. Ele assinou a Production Designer do clipe e detalhou o trabalho em cinco capítulos: 1 | Design de set Capítulo; 2 | Introdução sobre Supernova 7; Capítulo 3 | Planeta Floris X Coldplay; Capítulo 4 | Planeta Calypso X BTS; Capítulo 5 | Planeta Supersolis. 

Leia a íntegra do estudo de caso clicando aqui.  

18 | Turnê & Sustentabilidade

Seguindo o anúncio da nova turnê, Coldplay divulgou um incrível plano de sustentabilidade que será ativado nos shows de 2022. O Viva Coldplay publicou a tradução da íntegra do plano, que é robusto e sinaliza diversos compromissos ambientais – incluindo a ação de plantar uma árvore para cada ingresso vendido, shows gerados com energia 100% renovável, corte de emissões diretas de carbono em 50% (comparado com a turnê anterior) e até energia cinética gerada a partir do contato que fãs da banda terão com o chão à medida que pularem/dançarem. No documento, a banda ainda se comprometeu a reduzir mais CO2 do que a quantidade que a turnê vai produzir. Para isso, serão apoiados projetos focados em diversas frentes, por exemplo, reflorestamento, energia renovável, conservação, regeneração e armazenamento de carbono. As ações passam por temas como energia; transporte (de fãs, banda, equipe e estrutura); palco – incluindo pulseiras, iluminação, confetes e fogos de artifício; otimização do consumo de água; reutilização e reciclagem – contra o desperdício; comida – incluindo produção orgânica de fornecedores locais, compostagem e bancos alimentares que vão destinar o que sobrar para locais que recebem pessoas em situação de fome. Para medir os impactos da turnê, das iniciativas sustentáveis e ainda conseguir enxergar melhorias a serem feitas, Coldplay contará com monitoramento e depois vai publicar um estudo mostrando os progressos. A banda ainda vai trabalhar com a Live Nation como conselheira especial de artistas, garantindo que práticas sustentáveis e aprendizados sejam adotados e espalhadas para o resto da indústria. 

Clique aqui e confira a tradução na íntegra.

19 | Performance de “Let Somebody Go”

No The Late Late Show with James Corden, a banda realizou a primeira performance de “Let Somebody Go”, colaboração com Selena Gomez. Os dois lados nunca tinham se encontrado aos olhos do público – o que tornou a estreia na TV ainda mais especial. Antes de unir forças no palco, a banda e a cantora conversaram com James Corden direto dos bastidores e Selena Gomez foi apresentada por Chris Martin como alguém que “realmente sabe cantar”. No palco, a balada, que fala sobre finalizar ciclos com alguém, ganhou vida e mostrou toda a harmonia entre as vozes de Chris Martin e Selena. 

Assista à performance aqui

20 | Indicação ao MTV EMA 2021 

Coldplay apareceu entre os nomes que concorriam na categoria Best Rock (Melhor Artista de Rock, em português). As bandas Foo Fighters, Imagine Dragons, Kings Of Leon, Måneskin e The Killers completaram a disputa. A cerimônia deste ano foi realizada no dia 14 de novembro, na Hungria, e o público escolheu Måneskin como vencedor da categoria. 

Clique aqui para ler mais sobre a edição deste ano e conferir o histórico do Coldplay no EMA.

22 | Climate Pledge Arena 

Coldplay se apresentou na Climate Pledge Arena, em Seattle, e o show nos Estados Unidos marcou a primeira grande performance da nova. Na ocasião, o show foi transmitido ao vivo por diversas plataformas da Amazon e pouco depois, no dia 13 de novembro, ficou disponível no catálogo do Amazon Prime Video (permanecendo até o dia 11 de dezembro). Dirigido por Paul Dugdale, o show contou com toda a beleza visual do universo criativo e intergaláctico do novo álbum da banda, além das pulseiras que brilham no escuro e que passaram a ter uma proposta mais sustentável. A apresentação contou com cinco músicas do álbum mais recente da banda. Foram elas: “Higher Power”, “Human Heart”, “People of the Pride”, “My Universe” e “Coloratura”. O resto da setlist foi tomada por grandes sucessos da banda e surpreendeu por incluir a bela “Everything’s Not Lost”. A última vez que Coldplay havia apresentado a canção foi em 2020, durante uma live no Instagram (realizada em um estúdio de Berlim). No entanto, isso não acontecia em grandes palcos desde 2014, ano em que a banda apresentou a faixa do álbum em um dos poucos shows da era “Ghost Stories”. Outra surpresa em Seattle foi a apresentação de um cover de “Nothingman”, faixa originalmente do Pearl Jam (banda que nasceu em Seattle). 

Relembre o show na Arena clicando aqui

30 | BBC Radio 1 Live Lounge

Coldplay realizou show intimista na BBC Radio 1, no programa Live Lounge. A banda abriu a setlist com o hit “My Universe”, seguiu com a clássica “The Scientist” e a nova “Human Heart”. Por fim, Coldplay apresentou um cover da canção “Just For Me”, da cantora inglesa PinkPantheress! Durante a apresentação, Chris falou pela primeira vez que a banda fará apenas mais três álbuns de estúdio depois de “Music of the Spheres”. “Faremos mais três álbuns depois deste. Terminaremos com o nosso 12º álbum, que se chamará apenas ‘Coldplay’. Depois disto, poderemos fazer apenas turnês de vez em quando. Continuaremos nos apresentando e talvez fazendo coisas de outras maneiras”, disse Chris. 


Novembro

21 | Primeira performance ao vivo  

O American Music Awards (AMA) foi escolhido por Coldplay e BTS para a primeira performance ao vivo do single “My Universe”, colaboração lançada no final de setembro. Depois de diversas apresentações com a presença do grupo sul-coreano apenas nos telões e hologramas, os dois lados se juntaram para mostrar a força que a música tem ao vivo. Com pirotecnia no final e uma explosão de luzes durante toda a performance, os dois grupos mostraram muita empolgação – especialmente Chris Martin e os sete integrantes do BTS (V, Jungkook, Jimin, Suga, Jin, RM e J-Hope), que deixaram a plateia eufórica com movimentações que preencheram o palco inteiro. Na internet, muita gente se incomodou com o uso da base por baixo dos vocais (o que ficou evidente em diversos momentos), mas nada disso diminuiu o ritmo eletrizante da performance. 

Clique aqui e relembre este capítulo do ano do Coldplay. 

23 | Indicação ao Grammy 

O ano de 2021 trouxe a 31ª indicação do Coldplay ao Grammy! A banda apareceu entre os indicados da categoria Melhor Performance de Duo ou Grupo de Pop (Best Pop Duo/Group Performance) com “Higher Power”. Lançada em maio de 2021 como 1º single do álbum “Music of the Spheres”, a faixa vai disputar com títulos de BTS (“Butter”), Tony Bennett & Lady Gaga (“I Get a Kick Out Of You”), Justin Bieber & Benny Blanco (“Lonely”) e Doja Cat & SZA (“Kiss Me More”). A maior premiação do universo musical acontecerá no dia 31 de janeiro, em Los Angeles, na Crypto Arena (antigo Staples Center). 

Vem assistir ao vídeo do momento do anúncio do Grammy e ainda relembrar o histórico do Coldplay na premiação, clicando aqui


Dezembro

04 | Troféu no Melon Music Awards  

“My Universe” levou o prêmio de Melhor Colaboração no Melon Music Awards 2021 e Chris Martin fez um discurso para agradecer o reconhecimento. A premiação é uma das maiores da Coreia do Sul e considera os números de venda em sua própria plataforma digital, ou seja, em 2021, “My Universe” vendeu bastante na terra do BTS. 

Clique aqui para assistir o discurso de Chris Martin.

06 | Rumor de mais shows no Brasil 

Neste dia, José Norberto Flesch, jornalista brasileiro famoso por anunciar shows internacionais em primeira mão, afirmou que o Coldplay ampliou a rota de shows no Brasil em 2022. Segundo ele, além da apresentação no Rock in Rio, a banda teria apresentações marcadas nas cidades de São Paulo, Belo Horizonte e Curitiba – tudo em setembro do ano que vem. Em um vídeo de cerca de cinco minutos de duração, Flesch disse que ainda não há informações sobre data dos shows e venda de ingressos, mas opinou que em São Paulo o show deve acontecer no Allianz Parque, enquanto em Belo Horizonte deve acontecer no estádio do Mineirão. O jornalista ainda adiantou que Camila Cabello deve ser a atração de abertura. 

Fique por dentro do rumor clicando aqui

06 | Mais quatro shows na América Latina

Depois do teaser da “Music of the Spheres World Tour” aparecer em quatro países na noite anterior, no dia 06 de dezembro o Coldplay confirmou shows na Colômbia, no Peru, no Chile e na Argentina. No anúncio, a banda esclareceu: “Muitas outras dadas ao redor do mundo continuarão sendo adicionadas”. O intervalo considerável entre os shows aumentou a expectativa de fãs a respeito de possíveis novas datas de shows em solo brasileiro. A primeira apresentação na América Latina será no Rock in Rio, no dia 10 de setembro de 2022, enquanto o próximo show está marcado apenas para o dia 17 e será em Bogotá (Colômbia). Completam as datas, divulgadas no início de dezembro, os shows em Lima (Peru) – no dia 20, Santiago (Chile) – no dia 23, e Buenos Aires – apenas no dia 25 de outubro (outra grande janela). Com intervalos significativos, os rumores apontados pelo jornalista brasileiro geram ainda mais expectativa. Ainda sobre o anúncio dos quatro shows na América Latina, o Coldplay confirmou Camila Cabello como abertura das datas (com exceção da Argentina), e essa informação coincide com os rumores divulgados pelo jornalista brasileiro. 

18 | Indicação ao BRIT Awards 

Coldplay recebeu duas indicações ao Brit Awards: Grupo do ano e Melhor rock/alternative act. Com a indicação deste ano, o Coldplay acumula 29 indicações ao BRIT Awards. A banda já venceu nove vezes. Como mencionado nesta retrospectiva, no início de 2021 a banda apresentou “Higher Power” na edição de 2021 do BRITS. O evento marcou o retorno do Coldplay ao palco da cerimônia depois de quatro anos. 

23 | Último álbum em 2025?

O ano terminou com um banho de água fria para fãs de Coldplay. Chris Martin concedeu uma entrevista a Jo Whiley que repercutiu bastante na mídia. No bate-papo, o vocalista disse: “O nosso último álbum (de estúdio) será lançado em 2025. Depois disso, acho que faremos apenas turnês”, disse Chris no trecho, acrescentando que o catálogo do Coldplay estará finalizado até lá, mas que isso não impedirá que a banda trabalhe em algumas coisas colaborativas. Ele ainda comentou os planos futuros da banda: “Ainda estamos trabalhando no nosso mais recente álbum, ‘Music Of The Spheres I’. Na sequência, teremos mais três álbuns para lançar. Um deles será uma espécie de musical, enquanto o último será lançado próximo do Natal de 2025 e voltará às origens”, adiantou, completando que o álbum final se chamará apenas “Coldplay”. A afirmação de Chris não excluiu, por exemplo, a possibilidade de que duas das três últimas obras da banda sejam os volumes II e III de “Music of the Spheres” — já que os dois próximos discos, incluindo o álbum que seguirá uma linha de musical, podem integrar o universo intergaláctico do MOTS e ainda assim não contradizer o que o vocalista já revelou sobre o álbum ‘final’ da banda. No nosso site, a matéria que tratou do assunto foi uma das mais acessadas no ano.  

Clique aqui e leia mais sobre a entrevista relevadora de Chris Martin. 


Obrigado por acompanharem os últimos meses do Coldplay por meio das nossas redes e site. Para o Viva Coldplay, foi uma alegria contar o ano da banda através de matérias, traduções e ações comemorativas. Desejamos a cada fã do Coldplay um 2022 muito feliz e cheio de música, e nos despedimos de 2021 com a certeza de que a vindoura passagem da banda pelo Brasil já nos garante motivos incríveis para aguardar a retrospect[v]iva 2022.
Vitor Babilônia

Vitor Babilônia é Editor-Chefe do Viva Coldplay e Roteirista. Sua formação passa por instituições como Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Vancouver Film School. Ele é fã da banda desde 2004.

error: Content is protected !!