No Twitter, Guy Berryman e Will Champion respondem fãs do Coldplay

Baixista e baterista falaram sobre carreira, vida pessoal e desejos pós-pandemia

23 junho, 2021

Depois de Chris Martin e Jonny Buckland assumirem o Twitter do Coldplay no dia nove deste mês, nesta quarta-feira, 23 de junho, foi a vez de Guy Berryman e Will Champion se conectarem aos fãs e promoverem um Q&A (momento de perguntas e respostas).

Baixista e baterista responderam, com entusiasmo, perguntas sobre carreira e vida pessoal. Os dois falaram sobre o Brasil, além de animarem os fãs com respostas sobre assuntos pouco debatidos. A seguir, você confere a tradução (de inglês para português) de todas as perguntas e respostas.

GUY

Você acha que a banda teria ficado famosa se continuasse se chamando Starfish?
“Mesmo considerando que não é um ótimo nome, espero que a força da nossa banda esteja baseada na música que fazemos e não no que somos chamados. Além disso, Coldplay é um nome quase tão estranho quanto (Starfish).”

Qual é a sua música favorita do Parachutes?
“Everything’s Not Lost.”

Existe alguma coisa que a pandemia lhe ensinou?
“Acho que todos nós aprendemos a nos comunicar e a trabalhar remotamente, e acho que vamos levar essa habilidade para o futuro (mesmo que também seja importante ter reuniões cara a cara).”

Quando você vai assumir os vocais principais em alguma música? Sabemos que você pode cantar!
“Isso é muito improvável de acontecer. Não me considero uma cantor, então os backing vocals são o máximo que me sinto confortável em fazer.”

Qual é o seu modelo de baixo favorito?
“’Fender Precision’. É praticamente o único baixo que usei.”

Como você criou a linha do baixo (bassline) de Higher Power?
“Acho que as coisas simplesmente se encaixam quando estou no estúdio. Falando especificamente desta linha, nós queríamos que ela tivesse um grande espaço dentro do ritmo, então meio que aconteceu naturalmente.”

Se tratando do (instrumento) baixo, qual é a música do Coldplay que você mais gosta de tocar?
“Eu gosto muito de fazer ‘looping’ e repetir as partes das músicas que são marcadas pelo baixo. Então, uma música como “Magic” é um bom exemplo de uma faixa que eu curto tocar.”

Tem alguma coisa que você gostaria muito de fazer agora, mas não pode fazer por causa da pandemia?
“Eu gostaria de poder fazer alguns planos para viajar, mas tudo ainda está um pouco incerto no momento.”

Quanto tempo vocês gastam escolhendo a capa de um álbum, e qual é a sua capa favorita até agora?
“Nós gastamos muito tempo nisso. Nós todos estamos envolvidos no processo de tomada de decisão que é feito para escolher a capa de cada álbum. Provavelmente “Mylo Xyloto” tem a minha capa favorita, pois nós vivemos um ótimo momento criando aquele grande mural (que se tornou a capa), e usamos tinta de spray, bombas de tinta e grafite.”

Guy trabalhando na arte da capa do álbum Mylo Xyloto. Foto: Sarah Lee/Reprodução

O que você mais sente falta dos momentos de sair em turnê?
“Da energia da plateia e das pessoas cantando, junto com a gente, as músicas.”

Como foi tocar para uma plateia novamente?
“Foi ótimo. Todos nós nos sentimos muito animados e isso nos fez lembrar que um dia poderemos voltar a fazer turnê e que nós nos divertimos muito (quando saímos em turnê).”

Qual é a primeira coisa que vem à sua mente quando você pensa na República Tcheca?
“Futebol. Até porque, eles não ajudaram a eliminar a Escócia?”

Tem alguma chance da APPLIED ART FORMS (marca do Guy) desenhar roupas femininas como saia lápis e vestidos de verão?
“Provavelmente não esses estilos de roupa. Mas, honestamente, eu acho que nossas peças podem ser usadas por qualquer pessoa”

Há alguma música do álbum “X&Y” que você gostaria de tocar em breve?
“Na verdade, recentemente eu ouvi a música ‘X&Y’ e percebi que eu tinha esquecido o quanto eu gosto dela, então talvez ela seja a escolhida.”

O quão longe você costuma ir quando decide sair para correr?
“Normalmente, uma distância entre três e seis quilômetros.”

Eu sei que você gosta de Fórmula 1, então eu gostaria de saber qual é o seu piloto favorito de todos os tempos
“Provavelmente o Ayrton Senna. (Ele era) um piloto incrivelmente talentoso.”

O piloto brasileiro Ayrton Senna, que faleceu em 1994. Foto: PlanetF1/Reprodução.

Algum dia nós teremos o Synchro Sunday de novo? Eu encontrei algumas músicas, que hoje estão entre as minhas favoritas, por meio desse quadro (“Synchro Sunday” era um quadro que era feito por meio de posts no Instagram do Guy e que contava com indicações musicais)
“Nunca diga nunca. Mas eu provavelmente vou encontrar uma maneira de fazer isso de uma forma melhor no futuro. Talvez uma versão disponibilizada no streaming.”

Você tem alguma recomendação de livro?
“No momento, estou lendo a biografia de Malcolm McLaren – que foi escrita por Paul Gorman. É um livro muito bom.”

Qual é o vinil mais precioso que você tem?
“Provavelmente uma cópia original de um álbum do James Brown chamado ‘It’s Hell’. É um ótimo álbum e é muito raro encontrar um exemplar original da obra.”

Tem alguma música que você se arrepende de não ter lançado?
“Geralmente músicas que não são lançadas não lançadas por alguma razão. E quase sempre é porque não desenvolvemos essas faixas o máximo que poderíamos fazer para destravar e revelar todo o potencial que elas poderiam ter”

De onde surgiu a sua paixão por carros?
“Eu sempre amei carros, desde criança. Meu pai é engenheiro e eu sempre convivi com carros enquanto eu estava crescendo, então tudo vem disso.”

Qual é a música (do Coldplay) que você acha mais difícil de tocar no baixo?
“Acho que eu tento criar linhas que são possíveis de serem tocadas. Para mim, é melhor ter algumas notas bem colocadas do que várias ideias complexas.”

Há um tempo o Chris disse que gostaria de refazer o “X&Y” e relançá-lo da maneira que vocês pretendiam que ele fosse. Seria uma ideia para o 20º aniversário do álbum. O que aconteceu com esses planos e quais são os seus pensamentos sobre isso?
“É uma ideia interessante. Acho que às vezes sentimos que o álbum poderia se tornar melhor passando por um novo e pequeno processo de edição, em relação a quantidade de faixas e talvez em relação a duração de algumas das músicas.”

Quais são as suas memórias favoritas da “A Head Full Of Dreams Tour”?
“Foi tudo incrível. De verdade. Mas acho que destaco as nossas viagens para América do Sul e Ásia. Foram viagens especiais.”

Em que país você nunca esteve, mas gostaria de performar? Eu espero que uma das respostas seja a Rússia
“A Rússia com certeza está entre as minhas respostas, mas tem muitos outros lugares que nós nunca estivemos e nós sempre estamos abertos a conhecer novos lugares.”

Qual foi o seu clipe favorito de filmar?
“Life In Technicolor ii”

Quais outros baixistas você admira?
“James Jamerson, Bernard Edwards, Paul McCartney e outros.”

“Obrigado por todas as questões. Vejo vocês em breve.”

WILL

Você ainda tem aulas de bateria? Se a resposta for “não”, você pode me dizer por quanto tempo você teve aulas?  
“Não tive nenhuma aula recentemente, mas em 2018 eu fiz algumas aulas. Nós tínhamos um tempo livre e eu queria fazer algo útil com esse tempo, queria melhorar. Tive essas aulas com um homem chamado Gary O’Toole, que tem uma incrível escola de música online.”

Como foi a experiência de atuar em Game Of Thrones?
“’Atuar’ é uma descrição muito generosa do que eu fiz nada série. Eu apenas toquei bateria usando um figurino engraçado, e eu nem precisei raspar a minha barba para fazer isso. Mas foi brilhante! Eu amei cada minuto (dessa experiência”

Quando você começou a tocar bateria, quantas horas por dia você praticava?
“Eu comecei a tocar de fato quanto entrei na banda, e nós costumávamos ensaiar quase todas as noites. Provavelmente duas ou três horas por dia.”

Will, por acaso a banda faz piadas sobre o seu nome ser um verbo auxiliar que indica o futuro? Eu sempre quis te perguntar isso (risos)
“Posso dizer, com segurança, que está é a primeira vez que recebo essa pergunta. Muitas outras piadas já foram feitas com o meu nome, mas essa era inédita – até agora.”

Qual é a sua música favorita do A-ha?
“Provavelmente a (música) ‘Hunting High And Low’.”

Qual é a sua comida brasileira favorita?
“Eu amei algo que, no Rio (de Janeiro), é chamado de ‘Biscoito Globo’. Eu poderia comer isso com um chopp gelado.”

Biscoito Globo é famoso no Rio de Janeiro. Foto: Felipe Fittipaldi/Exame

A sua sessão para o Drumathon (um streaming global de bateria) foi ótima! Com quem você sonha tocar em uma performance?
“Obrigado por assistir e demonstrar interesse pela minha performance no Drumathon. (Sobre a sua pergunta), provavelmente o já falecido e incrível Tonny Allen.

Foi difícil tocar bateria enquanto ela estava girando? Isso ficou tão legal! No início eu achei que tinha sido feito uma animação em pós-produção. (A pergunta trata do clipe de “Higher Power”, em que Will aparece tocando bateria dentro de uma estrutura giratória).
“Sim, foi difícil. (A estrutura) estava se movendo muito rápido. E ela era definitivamente real (nada de animação feita no computador). Foi algo como jogar ‘Whac-A-Mole’.”

Avance para 02:01 do vídeo para ver a estrutura mencionada por Will
Will Champion no clipe de Higher Power. Foto: Coldplay no YouTube/Reprodução

Em uma lista que você fez indicando músicas que te influenciaram musicalmente, você escolheu “Ressurection” (Stone Roses). O que fez você escolher a canção? E você tem aguma outra canção favorita da banda Stone Roses?
“Eu escolhi essa música porque ela me lembra os meus 19 anos. Outra música favorita (de Stone Roses) é ‘Waterfall’.”

Qual vegetal você não curtia quando era mais novo, mas curte agora?
“Brócolis. Eu amo brócolis agora.”

Você assiste Cricket?
“SIM. Eu amo Cricket.”

Você disse uma vez que não tem um kit de bateria (com todos os elementos da bateria). Por acaso você tem um agora?
“Como banda, nós temos vários. E agora eu tenho um elétrico em casa.”

Como você se sentiu quando foi expulso da banda?
“Foi um período muito difícil para nós como banda, e nem preciso dizer que foi um momento muito triste para mim. Mas foi importante lidar com os nossos problemas logo no início da nossa carreira. Isso nos deixou mais fortes para seguirmos em frente juntos.”

Will, você gosta de comida italiana?
“Certamente.”

O que você mais gosta no Guy?
“O estilo impecável que ele tem.”

Qual é a canção mais difícil de performar ao vivo?
“No momento é ‘Higher Power’, pois ela envolve uma combinação entre bateria e um pad eletrônico. E eu ainda canto.”

Onde você foi na noite passada?
“Eu fui assistir ao jogo entre República Tcheca e Inglaterra, no Wembley Stadium. Foi incrível voltar ao Wembley, mesmo que o estádio estivesse apenas com um público de um quarto da sua capacidade.

Qual conselho você daria para alguém que está pensando em começar a tocar bateria?
“Bem, falando sobre a minha própria experiência, eu indicaria que essa pessoa encontrasse alguns amigos para tocar junto com eles. É melhor ser um bom baterista em uma banda incrível do que ser um baterista brilhante que ninguém vai ouvir.”

Você tem alguma memória em particular sobre escrever e gravar “The Goldrush”? Alguma que vale a pena compartilhar com a gente?
“Sim. Lembro que Guy, Brian Eno e eu compartilhamos a responsabilidade de cantar nesta música. Os vocais principais. Mas nem todos tinham aprendido completamente todos os versos da composição, então você consegue ouvir algumas discrepâncias. Eu amo essa música.”

Will, tem alguma música do Coldplay que você não gostou quando Chris mostrou a você pela primeira vez, mas que agora você ama?
“Clocks, pois eu senti como se não tivesse um refrão. Talvez ainda não tenha, mas hoje eu amo muito a música.”

Quem você acha que vai vencer a UEFA Euro 2020?
“Acho que Alemanha ou Itália.”

Cite a mais gostosa fruta tropical que você já experimentou
“Provavelmente uma Manga. Eu acho que as mangas são incríveis.”

Vocês tocariam músicas do EP Blue Room em um show ao vivo?
“Acho que tocamos ‘Don’t Panic’ e ‘See You Soon’ nos últimos cinco anos. Já sobre as outras músicas do EP, eu não tenho esperança de que aconteça!”

Quais esportes você jogou enquanto crescia?
“Futebol, hockey, cricket, basquete e tênis.”

Qual superpoder você gostaria de ter?
“Eu gostaria de ser capaz de voar.”

“Obrigado por todas as perguntas. Fiquem seguros. Vejo vocês em breve.”

Clique aqui para conferir todas as perguntas e respostas em inglês.

Foto de capa: BBC Radio 1. Youtube/Reprodução.
Vitor Babilônia

Vitor Babilônia é Editor-Chefe do Viva Coldplay e Roteirista da Rede Globo. Sua formação passa por instituições como Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Vancouver Film School. Ele é fã da banda desde 2004.