Em live no Instagram, Coldplay apresenta canções novas e antigas para inspirar eleitores

Mesmo com problemas técnicos, a banda emocionou e tocou música que não era apresentada desde 2014

14 outubro, 2020

Nesta quarta-feira (14), Coldplay realizou uma transmissão ao vivo no Instagram como parte da campanha Every Vote Counts (“Cada Voto Conta”, em português). Promovida pela organização Global Citizen, a ação busca conscientizar os estadunidenses sobre a importância de votar. A eleição presidencial dos Estados Unidos terá seu ápice no dia 3 de novembro e lá o voto não é obrigatório.

Nesse tom, a banda se comprometeu a inspirar os estadunidenses e apresentou uma setlist que alternou entre músicas novas e antigas (nenhuma inédita). As escolhidas foram “Magic”, “Charlie Brown”, “Yellow”, “Trouble in Town”, “Adventure of a Lifetime” e “Everything’s Not Lost”.

Além do público-alvo, fãs do mundo inteiro acompanharam a live e ficaram eufóricos com todos os integrantes juntos em uma apresentação – o que não acontecia desde o festival ALTer EGO, em janeiro deste ano. No Brasil, a comoção foi grande e Coldplay foi parar entre os assuntos mais comentados do Twitter, reunindo mais de 12 mil tweets sobre a live.

Com Phil Harvey, diretor artístico e ‘quinto integrante do Coldplay’, atrás das câmeras, Chris, Guy, Jonny e Will se apresentaram cercados de instrumentos e luzes. Após iniciar a transmissão com “Magic”, single do álbum “Ghost Stories”, Chris apresentou todos os integrantes da banda e brincou com cada um deles. Segundo o vocalista, o baterista Will Champion tem 15 anos de idade, enquanto o baixista Guy Berryman é um homem perfeito e muito bem desenhado – o que ajuda a banda a vender discos. Chris ainda elegeu Jonny Buckland como o ‘chefe’ do grupo e festejou o desempenho de Phil como cinegrafista.

O vocalista também aproveitou o momento para agradecer aos que estavam assistindo e explicar o porquê de realizar a live. “Primeiro porque não podemos fazer shows em nenhum outro lugar e segundo porque a Global Citizen lançou hoje uma campanha para a imprensa não declarar um vencedor sem ter 100% de certeza de quem venceu a eleição”, explicou o vocalista, adicionando que “cada voto conta”. Durante a live, Phil mostrou um papel que explicava melhor a campanha e dizia que a Global Citizen convidou veículos como NBC, CNN, Fox e CBS para não declarem o vencedor antes da hora para não desestimular as pessoas a votarem (já que ter um vencedor já declarado faz parecer que seu voto não conta).

Logo em seguida a banda apresentou uma versão intimista e repaginada de “Charlie Brown”, sucesso do álbum “Mylo Xyloto”. Chris Martin surpreendeu e incluiu um cover de “Jump”, do Van Halen, no meio e no final da performance. Nas redes sociais, os fãs repercutiram bastante a versão diferente de uma música tão conhecida do Coldplay.

Pouco depois, “Yellow”, single do álbum “Parachutes”, foi a canção escolhida para entreter as mais de 70 mil pessoas que acompanhavam a transmissão simultaneamente. Antes de continuar a apresentação, a banda enfrentou problemas com alguns cabos e Chris brincou que aquele era um episódio de uma série da Netflix intitulada “Untangling Cables with Coldplay” (“desembaraçando cabos com o Coldplay”, em português). Finalizando esse bloco, a banda apresentou “Trouble in Town” – música mais recente e politizada da setlist.

Assista à primeira parte do show — Magic em 00:14; “Charlie Brown” em 4:39; “Yellow” em 8:56 e “Trouble in Town” em 14:48:

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Coldplay (@coldplay) em

Durante a performance de “Trouble in Town”, a transmissão sofreu alguns problemas de conectividade e por isso a banda terminou a live e depois retornou para apresentar mais duas canções.  “Adventure of a Lifetime” marcou a parte dois do mini show e antecedeu um discurso de encerramento feito por Chris Martin. “Obrigado por assistir. Não se esqueça de dizer para as pessoas que você as ama. Nunca desista. Lembre-se de que você tem voz nesse mundo como qualquer outra pessoa. Nós somos todos iguais. E se você estiver nos Estados Unidos, espere até que todos os votos sejam contados.”

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Coldplay (@coldplay) em

“Everything’s Not Lost”, última música da transmissão, foi o grande destaque. A faixa não era apresentada pela banda desde 2014 e deixou os fãs nostálgicos. No ano em que o “Parachutes” completou 20 anos, foi um grande presente para os admiradores do Coldplay escutarem a 10ª faixa do álbum – canção que dialoga diretamente com o momento em que estamos vivendo e que encerrou a live com uma mensagem de esperança. Afinal, mesmo em meio à pandemia, nem tudo está perdido.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Coldplay (@coldplay) em

Leia mais sobre a campanha Every Vote Counts clicando aqui.

Relembre transmissões que Coldplay realizou e participou durante a pandemia:

Clique aqui para assistir às lives de Chris Martin dentro da série Together At Home.

Chris cantou versão acústica de Viva La Vida no 320 Festival. Relembre aqui.

Ele também participou sozinho do festival “New Africa: Together as One” e apresentou uma versão acústica de A Sky Full Of Stars. Vem assistir clicando aqui.

O vocalista ainda cantou “Beautiful Day” em uma formatura online promovida pelos Obamas. Relembre aqui.

Já o Coldplay também se apresentou em meio à pandemia, mas com a ajuda da tecnologia – que reuniu a banda sem que os integrantes se encontrassem pessoalmente. Lembra da performance de “Paradise”, que rolou em junho, no festival virtual “Global Goal: Unite For Our Future”? Tem o vídeo aqui.

E, mais recentemente, a banda apostou novamente na tecnologia para fazer um pequeno show no iHeartRadio Music Festival. Foi em setembro e você pode assistir aqui.

Vitor Babilônia

Vitor Babilônia é Editor-Chefe do Viva Coldplay e Roteirista da Rede Globo. Sua formação passa por instituições como Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Vancouver Film School. Ele é fã da banda desde 2004.