Coldplayer da Rodada: Mariana Feijó

15 setembro, 2015

Excepcionalmente este mês, a Coldplayer da Rodada não foi definida por sorteio. Nós entrevistamos a Mariana Feijó, que no início de setembro conversou com alguns membros da banda em Londres. Ela contou como foi essa experiência e ainda relatou outras aventuras relacionadas ao Coldplay.

Perfil


1) Que você é uma coldplayer de carteirinha a gente já sabe! Então, conte mais: quando e como você começou a ouvir Coldplay?

Comecei a ouvir a banda em 2002, assim que eles lançaram a música The Scientist. Meu pai que me apresentou a banda. Ele ouvia as músicas e me mostrava sempre alguma novidade. Então, sempre quando íamos para o carro, meu pai colocava as músicas para tocar. A partir dai meu coração foi tomado pelo Coldplay. E era uma forma de trocarmos informações da banda.


2) Coldplay escreve músicas incríveis e com letras carregadas de sentimentos. Já se identificou com alguma canção em algum momento de sua vida?

Tem tantas que tocaram e ainda tocam meu coração. Independente de ser “velha” ou “nova” as essências delas permanecem únicas! Mas tem quatro que me tocam de maneiras diferentes.

1 – The Scientist: Foi a primeira música deles que eu conheci e que eu me apaixonei e a letra dela me representa muito pois ela me lembra meu pai, que faleceu em 2009 e que amava essa música e a letra faz todo o sentido para mim!
2 – Viva La Vida: Essa música foi a última em que meu pai e eu escutamos juntos. Ele amou tanto essa música!

3 – Life in Technicolor: Essa música me lembra a abertura do primeiro show que eu fui do Coldplay em 2010 no Rio de Janeiro. Sempre quando ela toca, me faz arrepiar da cabeça aos pés é indescritível!

4 – Mylo Xyloto / Hurts Like Heaven: Foram juntas a abertura do show no Rock in Rio de 2011. Essa junção… Não tenho nem palavras do que eu sinto ouvindo elas. Eu estava anestesiada nesse momento do show. Pois, além de estar no palco com eles, eu ouvi de pertinho todos eles tocando, todos eles aflitos com o show, de como seria a reação do publico com a música nova deles do CD que eles nem tinham lançado na época.

Enfim, eu fico emocionada só de relembrar esses momentos da minha vida, que eu sei que serão eternos! Sempre tem algum acontecimento que te retoma a pensar em uma música deles. E a cada dia a gente, coldplayers, se surpreende mais e mais, pois o Coldplay escreve suas canções com o coração, eles seguem seus sentimentos e não uma linha reta de gênero musical.


3) De todos os seis álbuns já lançados, qual música você acha que teria potencial para virar single, mas acabou ficando só no álbum? Se você fosse chamado para dirigir um clipe desta música, como seria esse vídeo?

See you soon. Se eu fosse chamada para dirigir um clipe, provavelmente iria fazer sobre alguém que foi para alguma guerra contra sua vontade, contra seus princípios, com medo do que poderia acontecer. Alguém que só queria a paz e não a guerra, mas que foi obrigado pelo seu país em servi-lo e deixou tudo para traz.


4) Você nos disse que já esteve em dois shows da banda: na Apoteose (2010), e no Rock in Rio (2011). Como foi viver essas experiências?

Nossa, nem sei como falar sobre o que eu senti nos dois shows.
O da Apoteose foi muito importante para mim, pois foi meu primeiro show da banda, e eu estava precisando tanto de um show deles, pois meu pai faleceu em 2009 e eu precisava sentir e captar a energia boa que a banda nos proporciona e relembrar os momentos bons junto a ele.

Apoteose 2010
Já o show do Rock in Rio, nossa…. Esse show vai ficar para história da minha vida! Foi tudo perfeito, tudo maravilhoso. Em pensar que vi o show no palco com eles! Em pensar que eu encontrei com eles, abracei eles, tirei foto, consegui autógrafo dentre outras coisas. Além de que, no final do show, eles pegaram a bandeira do Brasil que dei de presente para eles e abriram ela no show, agradecendo a todos por estarem lá e no final me agradeceram o presente.

RiR

Eu não tenho palavras para expressar esse sonho que eu consegui realizar de encontrar minha banda favorita, a banda que me faz chorar, rir, dançar, sonhar, apaixonar, viver! Esse dia foi MÁGICO!

VISTA


5) Pelo visto sua sorte não acabou em 2011. Ficamos sabemos que este mês você encontrou alguns membros da banda, não é mesmo? Como foi viver isso?

Então, depois do Rock in Rio (que eu pedi para o Will escrever em um papel “Viva la Vida” que eu ia tatuar na costela, e tatuei haha), eu coloquei na minha cabeça que eu tinha que mostrar pra ele a tatuagem!

Como me mudei para Irlanda em Fevereiro de 2015, eu fiz questão de juntar dinheiro e ir para Londres onde fica o estúdio que eles gravam as músicas. Tinha conseguido o endereço com duas amigas minhas a Julia e a Luciana. Também tinha entrado em contato com o David (um amor de pessoa!!!!). Ele é inglês e sabe tudo da banda! Ele que me disse que existia um banco em frente ao estúdio que era chamado o “banco dos coldplayers”. Todo mundo que fica sentado lá, a banda já sabe que é para falar com eles.

12007110_950120605055048_342643828_n
Então, como já tinha tudo em mãos, peguei o ônibus e fui para o estúdio tentar conseguir algo deles. Chegando lá, minha mãe deu a louca e tocou a campainha perguntando se o Coldplay tava lá, mas é claro que a mulher que trabalha lá não falou nada, né! Haha E um dia anterior eu tinha visto uma foto do Chris em NY com uma fã e isso me fez ficar desanimada de achar alguém em Londres.

2015 (5)

Depois de tirar foto em frente ao estúdio, eu sentei no banco pois minha mãe e meu amigo queriam comer antes de sairmos de lá. Eu, como já estava desanimada por achar que nada iria acontecer, fiquei sem esperança nenhuma sentada no banco. Até que depois de uns 15 minutos sentados no banco, quem me aparece saindo do estúdio? Phil. Sim o Phil!

2015 (4)

Ele olhou para o banco e deu tchau pra mim e atravessou a rua para falar com a gente! Nossa, eu fiquei tão atordoada com isso, pois eu já não estava esperando mais nada, sabe. E ele foi um amor com a gente! Ficou todo surpreso quando eu disse que já tinha conhecido a banda no Rock in Rio em 2011. E ficou mais surpreso ainda quando disse sobre a minha tatuagem. Quando eu disse isso, ele logo me disse assim: “Não poderia estar falando isso, mas tem dois integrantes da banda no estúdio e daqui a pouco eles estão saindo para almoçar”. Depois que ele disse isso, eu fiquei super feliz! Fui logo perguntando se era o Will! E ele confirmou e disse depois que era o Jonny também! Depois disso ele ainda soltou:

“Em breve estaremos no Brasil. Provavelmente ano que vem, se tudo der certo.” – Phil

Fiquei tão feliz! Pois já tinha rumores de que isso poderia acontecer e ele “confirmou”. Tiramos fotos e eu o agradeci muito pelas palavras! Depois disso, fiquei esperando olhando fixamente para a saída do estúdio na esperança de sair o Will e o Jonny. Então depois uns 20 minutos sai o Jonny!

2015 (3)

Conversamos sobre o nosso primeiro encontro, sobre a tatuagem, ele ficou super feliz! Ele soltou um sorriso enorme! Sim, ele sorriu mesmo!!!! Tiramos fotos, agradeci por tudo e deixei ele ir embora pra almoçar. Depois de 10 minutos saiu o Will.

2015 (2)

 

Quando o Will apareceu, eu fiquei tão feliz! Nossa, dei um abraço tão grande nele! Ele ficou todo feliz! Hahaha Ai, nessa hora eu fiz questão de mostrar minha tatuagem, de mostrar nossas fotos de falar que ele é o “culpado” da minha tatuagem!

Tatoo

Hahaha Ele ficou tão feliz e tão surpreso! Depois disso ele ainda soltou sobre o show do Coldplay no Brasil ano que vem, igual ao Phil! E ainda disse:

“cruze os dedos! “- Will 

Enfim, depois disso ele foi embora almoçar também! E eu sai dali realizada! Realizada por ter conseguido o que eu queria: encontrar o Will e mostrar a tatuagem! Amei muito! E sou muito grata pela recepção que eles sempre fazem quando encontram seus fãs. São uns amores!


6) Nos últimos dias, surgiram várias fotos da gravação do novo clipe do Coldplay na Índia. O que você espera do próximo álbum: ‘A Head Full of Dreams’?

Percebi que eles estão querendo voltar para a mesma linhagem do Mylo Xyloto. E te digo: ótimo! É mais animado, mais intenso, mais feliz! Se for por esse lado, eu já estou amando! Adoro essa vibe deles das cores! hahahaha


7) (Pergunta da Paula Valladares) Se você tivesse a chance de enviar um presente pra eles, algo que eles realmente fossem receber, o que você enviaria e por quê?

Bom, como eu já tive essa chance, vou dizer o que eu dei para eles de presente. Infelizmente eu não tinha dinheiro na época para dar uma blusa do Brasil para cada um, então pensei em comprar uma canga com a bandeira do Brasil para eles lembrarem das nossas praias do Rio de Janeiro e lembrar do Brasil e seus grandes fãs! Dei também uma carta explicando o quanto eles são importantes para mim e o quanto eu sou grata por tudo que eles fizeram e fazem até hoje! Pois a musica me inspira! A musica me envolve e me emociona!


Muito obrigado, Mariana! Foi uma muito bom conhecer e contar um pouco da sua história com o Coldplay.

E então, curtiu e quer tentar a sorte para protagonizar a próxima entrevista?

É muito simples! Basta clicar aqui para saber como participar. Esperamos a sua inscrição. Boa sorte!

God give me style and give me grace. God put a smile upon my face!

error: Content is protected !!