Em entrevista ao Fantástico, Chris Martin se declara ao Brasil e fala sobre proteger o planeta

Ao programa exibido pela TV Globo, o vocalista ainda falou sobre a importância de ser gentil com o próximo e enalteceu questões como equidade e liberdade

12 setembro, 2022

No último sábado, 10 de setembro, o Coldplay se apresentou no Rock in Rio e brilhou como atração principal do penúltimo dia da edição de 2022 do festival. Debaixo de uma forte chuva, a banda conseguiu manter o interesse do público e se apresentou para cerca de 100 mil pessoas na Cidade do Rock. A repórter Mariana Araújo, da TV Globo, conversou com a banda nos bastidores do festival e o papo foi ao ar um dia depois, no Fantástico.

Para introduzir Chris Martin e Jonny Buckland, vocalista e guitarrista do Coldplay — respectivamente, a repórter voltou ao tempo e contou que os membros se conheceram em Londres, quando estavam na universidade, e que em 1996 fundaram a banda que anos depois se tornaria uma das mais aclamadas do mundo.

Ao questionar o vocalista sobre a mensagem que o Coldplay gostaria de levar ao público depois de tempos tão difíceis, a repórter ouviu uma resposta otimista de Martin. “Nunca desista. Todo mundo é importante, ninguém é mais especial que ninguém. O planeta tem que ser protegido, porque somos feitos dele e vivemos nele. Seja gentil com o próximo e se vista como quiser”, disse o vocalista do Coldplay.

O Fantástico também quis saber qual papel a música pode desempenhar em um mundo tão complexo quanto o que vivemos, e Chris Martin defendeu o poder que a música tem em fazer com que as pessoas não se sintam sozinhas. “(Se não há música no mundo) você pode pensar: ‘eu pareço ser a única pessoa que acredita no amor, na paz…’, mas aí você escuta uma canção e pensa: ‘ah, muita gente se sente como eu’. Quando as pessoas se juntam em shows, isso traz otimismo”, opinou Chris.

Com o bom astral de sempre, o vocalista terminou a entrevista com uma declaração para o público do Brasil. “A plateia brasileira é a melhor. Nós nos divertimos tanto cada vez que estamos aqui, e estamos muito, muito felizes de estar de volta”, disse Chris.

Exibido no dia 11 de setembro, o programa ainda entrevistou uma fã que, emocionada, aclamou o Coldplay e destacou a sensibilidade que a banda demonstra ao se importar com os problemas do mundo e demonstrar amor através de suas músicas. “Eles são simplesmente a banda mais incrível e apaixonante que pode existir”, declarou a fã.

Exaltando a passagem do Coldplay realizou no festival, a repórter definiu o show como uma “catarse coletiva” e afirmou que nem a forte chuva abalou a empolgação do público. A reportagem ainda destacou o impacto das pulseiras de LED que a banda distribuiu para o público do Rock in Rio. Feita de material sustentável e uma das grandes atrações da turnê da banda, a Music Of The Spheres World Tour, as pulseiras também marcaram presença no show do festival e mudaram de cor em sincronia com cada música — o que transformou a Cidade do Rock em um mar colorido.

Para ver a matéria completa, clique na imagem:

Vitor Babilônia

Vitor Babilônia é Editor-Chefe do Viva Coldplay e Roteirista. Sua formação passa por instituições como Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Vancouver Film School. Ele é fã da banda desde 2004.

error: Content is protected !!