[Let’sTalk #6] Christmas Lights – Parte 1

11 dezembro, 2010

Com o lançamento do novo clipe da banda, não podíamos deixar de falar um pouco sobre o vídeo, sim com alguns dias de atraso mas ele saiu . Esta matéria foi divida em duas partes . Clique no leia-mais para ler.

Para ler o Let’s Talk anterior clique no link a seguir:

[Let’sTalk #05] Guia Prático para o Fã.

O que é arte? O  dicionário define como: «s.f. Maneira de fazer uma coisa segundo as regras: arte militar, oratória, dramática. / Modo pelo qual se obtém êxito; habilidade: a arte de agradar, de comover. / Expressão de um ideal de beleza nas obras humanas: obra de arte. / Conjunto das obras artísticas de um país, de uma época: a arte italiana. / Bras. Travessura, traquinada. //». Considerando a parte que nos interessa, não existe definição melhor, mas para você o que você considera arte? Você chora lendo livros? Chora assistindo filmes? Você morre de vergonha por chorar enquanto escuta uma música?

Não que necessariamente a pessoa precise chorar rios de lágrimas para considerar algo como sendo arte. O fato é que, se algumas dessas atividades tocam o seu coração, enchem seus olhos de lágrimas (ou não), emocionam, elevam seus sentimentos a níveis altos (seja de amor, ódio, tristeza ou alegria), sensações que na maioria das vezes não conseguimos explicar. Sim, o Coldplay conseguiu de novo. Com sua nova música Christmas Lights, eles não só conseguiram emocionar milhares de fãs ao redor do mundo, como também mostraram que são e continuam sendo os melhores no que fazem.  Como o próprio Chris disse “essa não é a nossa melhor música”, sim não é a melhor, mas é muito boa.

Música a parte, os aspectos técnicos do novo vídeo são muito bons. O clipe inteiro foi filmado em “plano-sequência”, recurso que vem sendo bastante utilizado no cinema, é um plano que registra a ação de uma seqüência inteira, sem cortes. Pelo menos foi feito para parecer assim.

A movimentação e a condução das câmeras não poderiam ter sido melhores. Vale destacar também o cenário escolhido, do teatro construído a beira do rio Tâmisa, as luzes da cidade em contraste com a noite, as iluminadas árvores ao redor do teatro. Todos os detalhes fizeram a diferença nesse vídeo.  A banda estava confortável, Chris Martin como sempre não deixa de passar aquela segurança e simpatia enquanto canta e faz gestos, aqui ele parecia um verdadeiro maestro conduzindo o seu colorido piano mágico.

Para finalizar, o Coldplay fez um belo trabalho com este vídeo (e eu achando que Strawberry Swing era o limite). Parabéns ao diretor Mat Whitecross, que já trabalhou com a banda no vídeo de Lovers in Japan (outro clipe muito bem conduzido).  Acredito que esse longo tempo de espera pelo novo álbum vai valer à pena. Penso que assim como eu, muitos fãs esperam que o novo álbum possa nos emocionar e contagiar com os vários tipos de sentimentos que possam surgir. Afinal o que a gente encontra nas músicas do Coldplay é simplesmente a mais pura arte.

@diegolsc

error: Content is protected !!