Na França, Coldplay faz apresentação de “Orphans” e fala sobre novo álbum

10 dezembro, 2019

Ontem, 9 de dezembro, Coldplay esteve no “Quotidien” — programa francês exibido pela emissora TMC. Divulgando o álbum “Everyday Life”, a banda realizou três performances e concedeu uma entrevista bem-humorada.

A canção Orphans causou um verdadeiro alvoroço no estúdio do programa. Os fãs que estavam por lá correram para perto do palco e no fim da apresentação ainda vibraram com Chris Martin no meio da plateia. Ao fim da performance, a aceitação da música continuou clara, já que a banda voltou ao palco para uma entrevista e foi recebida pelos franceses com um coro animado que destacou alguns versos do primeiro single do álbum “Everyday Life”.

Guy, Jonny, Will e Chris ficaram claramente sem graça com a recepção calorosa da plateia, mas usaram toda essa energia para conceder uma entrevista cheia de risadas, e com caras e bocas.

Respondendo perguntas do apresentador Yann Barthès, os quatro revelaram quais são as suas palavras favoritas no idioma francês. “Sacrebleu”, que geralmente é usada para expressar surpresa ou algum tipo de aborrecimento, foi eleita por Chris. “Trompette”, o instrumento, foi a palavra escolhida por Will. Já Jonny definiu “Lapin”, que em português significa coelho, como sua favorita. E Guy escolheu “Voiture” que, é claro, é uma forma de nomear carros.

Barthès perguntou a Chris se o Coldplay tem uma história especial com a França, algo que une a trajetória da banda ao país. O vocalista contou que a primeira vez que o grupo esteve na França foi há 19 anos e que, desde então, toda vez que eles vão para lá eles têm a impressão de estar em família.

Questionado sobre o significado da capa do disco “Everyday Life”, Jonny respondeu que a imagem é baseada em uma foto de 1919 que mostra seu bisavô e a banda dele. Na sequência, o apresentador opinou que o álbum tem uma vibe meio gospel e brincou com o pessoal que estava em casa assistindo ao programa: “todos podem gostar desse álbum, existem músicas religiosas nele”. Chris Martin não segurou o riso quando o apresentador colocou a faixa “BrokEn” para ilustrar o lado gospel do disco.

Ao exibir trechos do show que Coldplay realizou recentemente em Amã, na Jordânia, o apresentador destacou a performance de “Arabesque”.  Depois de ajudar Chris  com a pronúncia de “formidable”, Barthès perguntou como a banda conheceu o músico belga Stromae (que canta em francês na canção). Chris contou que conheceu o cantor através de Shakira. A colombiana disse: “você deveria ouvir Stromae, ele é meu novo cantor favorito”. O vocalista do Coldplay gostou bastante da indicação e entrou em contato com o belga. Os dois marcaram de se encontrar no backstage de um show e Chris ficou impressionado com o tanto de gente que aguardava para falar com o cantor: “as pessoas diziam que o rei da Bélgica estava lá.”

Sobre a divisão do álbum em duas partes (“Sunrise” e “Sunset”), Will explicou: “é uma história longa, mas parece interessante quando pensamos no processo criativo do álbum. Depois do estúdio, nós conseguimos identificar dois estilos bem diferentes dentro do mesmo projeto e achamos que seria inteligente indicar que o ouvinte deveria fazer uma pausa no fim de uma parte para assimilar a diferença da outra. Com duas metades, é como se o nascer do sol tocasse as mãos do início da noite”.

Por fim, Yann Barthès perguntou se “Everyday Life” é um álbum com tom político e Chris defendeu:

“Sim. Tudo tem um tom de verdade agora que estamos mais velhos. Nós podemos tomar decisões e dizer tudo o que sentimentos. No álbum existem músicas que são muito pessoais e outras que mostram um pouco do que pode ser sentido por outras pessoas. Há muitas coisas acontecendo no mundo. Aqui em Paris, na Síria, e em todo lugar. Podemos imaginar como as pessoas se sentem e podemos tentar entender o outro. Como seres humanos, podemos especialmente entender que onde alguém nasce não precisa ser o seu destino, o ponto final. A vida é moldada por onde você está. É (um álbum político), mas é sobretudo sobre tentar imaginar o que as pessoas estão passando, é sobre mostrar empatia.”

Além da performance de “Orphans” o Coldplay também apresentou as músicas “Champion of The World” e “Everyday Life”. A segunda vai ao ar no dia 23 de dezembro, enquanto a primeira não será exibida na TV.

Apesar disso, um fã que estava na plateia registrou um pouco da apresentação acústica de “Champion Of The World”, que contou apenas com Chris Martin e Jonny Buckland no palco.

Já a performance de “Everyday Life” será exibida na íntegra no dia 23, porém também já temos um fragmento registrado por fãs. Confira a apresentação da faixa a partir de 0:15:

Com informações e direitos de Quotidien.

Vitor Babilônia

Vitor Babilônia é Editor-Chefe do Viva Coldplay e Roteirista. Sua formação passa por instituições como Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Vancouver Film School. Ele é fã da banda desde 2004.

error: Content is protected !!