Telescope Lens #7 (e-zine 8)

06 julho, 2011

Seguimos com a tradução dos e-zines, que contam um pouco dos antecedentes do Coldplay. Essa edição traz o e-zine 8 (download), publicado originalmente em março de 2003. O destaque vai para a entrevista com Simon Williams, da Fierce Panda, a gravadora que lançou Brothers & Sisters, primeiros single do Coldplay.

Boa leitura e até a próxima!

Contagem regressiva para Clocks

Clocks é o próximo single de A Rush Of Blood To The Head e será lançado na segunda-feira, 24 de março [de 2003].

Os B-sides são as gravações ansiosamente aguardadas Animals, uma das músicas favoritas da turnê antiga, mas que não entrou no álbum, e Crests Of  Waves, uma nova canção com um quê de anos 80, na linha de Echo And The Bunnymen e U2 .

O vídeo foi dirigido por Dominic Leung no London Dockland’s Excel Building. Os figurantes no vídeo são alunos de faculdades locais. O Dominic já dirigiu vídeos para Shawn Lee e Capitol K, bem como para Badly Drawn Boy, sob o nome de Hammer & Tongs, juntamente com 2 colegas diretores. O projeto gráfico, tal como acontece com o álbum e os singles anteriores, é de autoria de Solve Sundsbo e a imagem é um retrato do Chris.

 

Shows de abertura no Reino Unido/Europa

Depois de Ron Sexsmith, MossEisley (agora chamado Eisley) e The Music, que abriram os shows nos Estados Unidos, foi confirmado que o Feeder vai abrir os shows da parte européia turnê. Ian McCulloch  vai abrir apenas os shows do Reino Unido.

Mais prêmios para pôr em cima da lareira

Fevereiro foi um mês muito movimentado quanto a premiações. O Coldplay foi bem sucedido no NME Awards e também nas maiores premiações do Reino Unido e dos EUA.

Em 13 de fevereiro, eles receberam prêmios por Melhor Álbum (Rush of Blood) na premiação da NME; um deles foi por votação da equipe da NME e o outro, dos leitores. O Chris também foi laureado com o prêmio de homem mais sexy. A premiação foi televisionada na noite seguinte pela MTV, a primeira vez em que a premiação foi televisionada.

Uma semana depois (dia 20), a banda apareceu no Brits, onde eles tocaram Clocks e levaram mais duas estatuetas, novamente para Melhor Álbum (Britânico) e por Melhor Banda Britânica – eles ganharam os mesmos dois prêmios dois anos atrás, no mesmo Brit Awards.

No domingo (23), ocorreu o 45º Grammy Awards, no Madison Square Garden, em Nova Iorque. Eles se juntaram à orquestra filarmônica de Nova Iorque para uma empolgante versão de Politik. Eles foram indicados em duas categorias e mais uma vez venceram nas duas, Melhor Perfórmance de Rock com Vocais por Dupla ou Grupo por In My Place e Melhor Álbum de Música Alternativa por Rush Of Blood To The Head.

Teenage Cancer Trust

A partir de 24 de maio, haverá uma semana de shows beneficentes em auxílio ao Teenage Cancer Trust. O evento foi organizado pelo Roger Daltrey (The Who), que se tornou patrono da organização no ano passado. Ele contactou a banda pessoalmente.

O Coldplay vai tocar na primeira noite (segunda-feira), com a apoio de Richard Hawley [músico britânico]. Os ingressos custam entre £17,50 e 40, mas já estão esgotados.

Ajude o Make Trade Fair

O Coldplay esteve trabalhando com o Make Trade Fair e com a Oxfam ao longo do último ano, chamando atenção para os projetos sempre que podiam.

Com o início de sua turnê européia, eles vão agora levar essa campanha para a estrada e eles precisam da sua ajuda!

Estamos procurando dez pessoas para entregar folhetos e coletar nomes em nome da conscientização em relação ao Make Trade Fair.

Todos os dez ganharão passe livre para o show, uma camiseta do Make Trade Fair e terão o seu nome registrado no coldplay.com como forma de agradecimento da banda.

Se você mora em alguma das cidades da turnê européia e quer se voluntariar, mande-nos um e-mail para maketrade@coldplay.com, com seu nome, informações de contato e show mais próximo de você.

Vamos sortear dez nomes e contactá-los diretamente para que possamos organizar o melhor acesso para o show.

Festivais de 2003

O Coldplay vai aparecer em vários festivais nesse verão.

20/6 Hurricane Festival – Alemanha
21/6 Southside Festival – Alemanha
27/6 Roskilde Festival – Dinamarca
29/6 Werchter Festival – Bélgica
3/7 Quart Festival – Noruega

Eles também vão se atração principal nos seguintes festivais do Reino Unido:

12/7 Witness – Irlanda
13/7 T in the Park – Escócia
16/8 V2003 – Chelmsford, Reino Unido
17/8 V2003 – Staffordshire, Reino Unido

O Glastonbury vai acontecer esse ano, apesar de a sua licença ter sido negada no ultimo dezembro. Uma audiência de apelação resultou em uma reviravolta na tomada de decisão pelo conselho e foi permitido que o festival ocorresse. Apesar de o Coldplay não tocar esse ano, o Chris mandou uma carta para o conselho, delimitando razões por que, em sua opinião, a licença do festival concedida. Ele citou o grande impacto do Glastonbury no Coldplay e em sua carreira.

Show na Radio 1FM

No dia 25 de março (terça), o Coldplay vai tocar para o que será, possivelmente, o seu menor público até hoje. Nos estúdios Maida Vale da Radio 1, terá lugar a sessão ao vivo a ser transmitida no programa de Mark & Lard.

Superbowl

No dia 26 de janeiro (domingo), duas horas após o término do Superbowl, o Coldplay tocou ao vivo no Hollywood Blvd para a estréia do Jimmy Kimmel Show. O programa foi ao ar ao vivo em todo o país (EUA) na ABC, à meia-noite. Os fãs do Coldplay de Los Angeles que quiseram assistir a banda tocando tiveram de ir até o Hollywood Blvd, na frente do Kodak Theatre. A rua inteira foi fechada para tráfego. Foi uma apresentação ao vivo do Coldplay e não um show inteiro do Coldplay.

Notícias da tevê estadunidense

O Coldplay aparecerá no Tonight Show with Jay Leno no dia 10 de fevereiro

Notícias das rádios estadunidense

Depois que o Coldplay voltou para Londres para a NME e para o Brits, o Chris reservou um tempo para fazer algumas entrevistas a rádios. A Radio 1 organizou uma promoção para o programa matutino de Sara Cox. O vencedor foi Pete Norman (19 anos), que teve a chance de fazer algumas perguntas para o Chris.

Entrevista – Simon Williams (Fierce Panda)

Simon Williams é o homem que, entre outras coisas, na segunda-feira de 26 de abril de 1999, lançou o primeiro single do Coldplay, Brothers & Sisters, em sua gravadora Fierce Panda.

Consegui fazer algumas perguntas ao Simon sobre esses dias pré-Parlophone, mas primeiro uma auto-apresentação. [leia aqui outra entrevista com Williams feita pelo coldplay.com]

Meu nome é Simon Williams e eu administro a fierce panda records. Antes de administrar a gravadora, passei 11 anos escrevendo para o NME, mas, desde 1999, a Fierce Panda tem sido um projeto em tempo integral, que se esforça para descobrir as bandas de sucesso de amanhã. Na verdade, bandas como Idlewild, Placebo, The Music, Embrace, Hundred Reasons, Supergrass, Ash, The Polyphonic Spree e The Bluetones, todos fizeram aparições em Fierce Panda, bem como dezenas de outros artistas, que quase não chegaram a dar conta das alturas vertiginosas que alcançaram. No entanto, não importa o quão vertiginosas sejam essas alturas, mesmo essa seleção de estrelas alternativas dificilmente poderia competir com o sucesso de outro rebento da fierce panda, o Coldplay.

Tendo já entrevistado o Steve Lamacq [leia aqui a entrevista referida], sabemos que foi você que apresentou Coldplay para ele. Mas como você ficou sabendo deles?
Muito de 1998 foi gasto tentando deixar o NME e, ao mesmo tempo, para garantir um acordo mundial para Fierce Panda. Para este fim, empregamos um sujeito chamado Gavin Maude para nos representar judicialmente e para abordar grandes gravadoras em nosso nome. Por uma mera coincidência, o sr. Maude também era advogado de uma nova banda chamada Coldplay, e ele foi a primeira pessoa a falar dela para a gente.

Quantas vezes você os viu antes de tomar uma atitude?
A convite de Gavin, fui vê-los tocar em Camden Falcon, no final de 1998. Uma vez foi tudo que eu precisei.

Quanto tempo você levou para se dar conta de que queria lançar o single deles?
Depois de duas músicas. Para você ver o quanto eles eram bons.

Qual foi o seu envolvimento na escolha das músicas? Você queria lançar Bigger Stronger e as outras?
A Fierce Panda sempre permite que as bandas escolham quais músicas lançar – tudo o que podemos fazer é incentivá-los a se certificarem que escolheram as suas melhores! Se você me forçasse a fazer uma confissão, eu diria que teria adorado vê-los escolhendo Shiver como a faixa principal, mas, na verdade, você poderia ter escolhido qualquer coisa do repertório deles na época que teria funcionado.

Onde foi gravado e com quem?
Todas as três faixas foram gravadas na Station Studios, Southgate, norte de Londres. O sonoplasta foi o sujeito esplendidamente batizado Mike Beever, que disse que era adorável trabalhar com os rapazes do Coldplay.

Quanto custou para gravar o single?
Na época, o orçamento-padrão da fierce panda na gravação era em torno de £ 400 e £ 500.

O que você queria alcançar com Brothers & Sisters?
O mesmo que com qualquer single da fierce panda, na verdade – conseguir atenção da mídia para a banda e, com sorte, um contrato com uma gravadora grande.

O que, na sua opinião, o single efetivamente alcançou?
Todos os itens acima, com louvor!

Você jamais imaginou que o Coldplay seria o sucesso internacional que é hoje?
Eu estaria mentindo se eu dissesse que sabia desde o primeiro dia que eles seriam tão grandiosos, mas havia pouca dúvida de que eles se destacariam mais do que qualquer outro artista naquele momento. História factual: quando eles tocaram na nossa noite Club Panda, no Bull & Gate, em março de 1999, eles eram estavam tão bem que eu tive de sair para tomar um ar – eu não estava agüentando!

Quando foi a última vez que você viu o Coldplay ao vivo?
No Meltdown, o do David Bowie, em South Bank. Curiosamente, o The Polyphonic Spree tinha tocado no Royal Festival Hall mais cedo naquele mesmo dia, por isso foi um singelo caso de sincronicidade para a panda.

Você sente orgulho pela história de sucesso da banda?
O sucesso é oriundo do talento e humildade da banda, para ser sincero. Além de que, se alguma vez acreditei que tivemos algum impacto sobre a carreira do Coldplay, a imprensa logo cortou nosso barato – quando a revista Q fez a história completa da banda no ano passado, de alguma forma, ela esqueceu completamente de mencionar a fierce panda. Isso é o que chamam de jornalismo sério!

FAQs – “Calmaê”

O Coldplay permite que a sua música seja utilizada em anúncios e filmes?
São duas questões diferentes. Cada filme é analisado individualmente (Don’t Panic esteve em Insomnia), mas, para anúncios, é sempre não. Parece haver alguma confusão quanto ao que constitui um anúncio. Se você  ouvir músicas do Coldplay na televisão como um trailer de programas, este não é um comercial. Um comercial é apenas isso, para o lucro. O Coldplay não permite que sua música seja utilizada para divulgar produtos ou questões relacionadas a mercado. O próprio Will elucidou a questão:

“Há um monte de pessoas falando sobre nós dizendo que nós não permitimos que a nossa música seja utilizada em filmes. Anúncios sim, mas não filmes. Nós nunca dissemos isso. Adoramos a idéia de que nossa música esteja em filmes, contanto que eles são bons filmes. Acho que fomos mal interpretados em algum momento.”

Por que Amsterdam é assim intitulada?
Simplesmente porque ela foi escrita lá.

1’36 é mais longa que isso [1min36s], então por que o nome da música é esse?
A música costumava ter essa duração e eles simplesmente gostaram da sonoridade do número.

O Chris tem uma tatuagem na mão? O que diz?
Na verdade, não é uma tatuagem. O Chris sempre tem algo escrito na mão, normalmente como um lembrete para si mesmo, mas o que você provavelmente terá visto recentemente é MAKETRADEFAIR.COM escrito com marcador preto.

Mais FAQs na próxima edição.

Confira aqui os demais e-zines.
Download de todos os e-zines: 
mediafire 4shared
See you soon

error: Content is protected !!