[Let’sTalk #6] Christmas Lights – Parte 2

24 dezembro, 2010

Bom, é com este último Let’s Talk de 2010 que desejamos a todo os nossos leitores um feliz natal e que 2011 seja um ano de muita alegria para todos os fãs da banda e também é claro para o próprio Coldplay. Clique no leia mais para  ler a nossa mensagem de natal. Para ler o LetsTalk anterior clique no link abaixo:

[Let’sTalk #6] Christmas Lights – Parte 1

Eu adoro as mensagens de Natal do Coldplay. Já virou uma tradição e eu espero o ano todo por ela. Mas, o que eu não podia esperar é que eles fizessem algo tão primoroso.  Música linda e um videoclipe de encher os olhos com sua beleza artística. Mais que um relato, essa  é uma confissão de como me senti ao ver e ouvir Christmas Lights. Foi sob o efeito de um encantamento que o texto foi escrito e acredito que  essa seja a melhor maneira de lê-lo: como quem carrega uma rosa vermelha no peito.

“A princípio não parece uma mensagem de Natal, não tem sinos badalando, nem papai noel. Nem se assemelha aos antigos ‘vídeos caseiros’ da banda. O clipe começa com a vitrola tocando um vinil da antiga Parlophone, aquela de antes da Primeira Guerra. O tom é pessimista e triste. A música nos conta que o rapaz se vê sozinho, andando pelas ruas geladas, sem acreditar que já é noite de Natal. Desolado com a partida da amada, ele está ‘caído’, derrotado e canta com uma voz grave, a voz de quem sofre. Mas, ele logo se levanta, flutuando, e toma para si as teclas do piano como quem segura seu próprio destino com as mãos. O rapaz já parece mais confiante e decide seguir cantando, mesmo que fora do tom. E ele declara que sempre a amou e que continuará amando.

A música começa a crescer e, como num teatro, as cortinas de veludo vermelho do cenário se abrem, revelando diante dos nossos olhos uma miscelânea de ícones da cultura universal. Estão lá as lanternas japonesas, os palácios das Mil e Uma Noites, o teatro de sombras chinês, a típica lua zodiacal, e até mesmo o Rei do Rock. Bateria, guitarra e baixo se juntam ao indefectível piano do Coldplay, que agora está mais lindo e colorido do que nunca. E a música continua crescendo.

Nesse momento é que acontece o inesperado. A música se enche de esperança e nos invade, causando impacto. Ao mesmo tempo, a câmera se afasta e só então podemos ver que o cenário está a céu aberto, emoldurado pela cidade iluminada. A banda entoa o refrão ao som da música vibrante, e balões coloridos ascendem ao céu, enfeitando a noite. O refrão é repetido e então cantamos juntos, em coro, como se já fosse Natal!


E para coroar toda a beleza  da letra, da melodia, do cenário, do figurino e da mensagem em si, fogos explodem seu brilho e nos fazem chorar. Mas, tudo se encerra e é preciso lidar com um sentimento difícil de descrever. É tão bonito, tão emocionante, que temos vontade de ver tudo de novo, sabendo que vamos chorar  mais. E ainda que as cortinas se fechem, Christmas Lights não será esquecida. Nem mesmo depois que as luzes de Natal se apagarem.”



E é com a mensagem de esperança de Christmas Lights que nós do Viva La Coldplay desejamos a todos um feliz Natal. Que nossos problemas possam ir logo embora, que fogos se incendeiem dentro de nós e que a estrela de Chris, Guy, Jonny e Will continue a brilhar em 2011!

Equipe ViVa

error: Content is protected !!