Chris Martin fala para Ocesa (México) nas vésperas da turnê na América Latina

27 fevereiro, 2010

O vocalista do Coldplay, Chris Martin falou com Ocesa, portal do México, nas vésperas da turnê na América Latina. Abaixo está uma tradução da entrevista mexicana.

Como você se sente sobre sua participação nos Simpsons?
Foi fantástico, nos desenharam mais bonitos do que realmente somos. Estamos muito gratos por isso e ter estado lá foi incrível, nós somos fãs do programa, foi muito divertido fazê-lo.

Você já teve a ambição de tocar em locais de grande porte quando você começou a banda?
Isso sempre foi uma ambição, você sempre tem a ambição louca e quando você chega na metade do caminho, você se deixa levar. É incrível ver como pouco a pouco você pode ir alcançando as suas metas.

Você já foi ajudar o Haiti, o que mais falta para o Coldplay continuar os ajudando?
Quando George Clooney organizou o Teleton, tivemos o interesse em ajudar, porque a situação era muito complicada para todos, por isso nos sentimos muito gratos de ter que fazer parte da maratona e ter feito uma doação também. Não temos outra maneira de contribuir, além de fazer o melhor possível para todos. O que é impressionante é a rapidez com que tudo no mundo tem ajudado a esta nação, o que é fantástico.

Qual é a sua opinião sobre as questões jurídicas em que estiver envolvido em uma banda?
Se você faz parte de uma banda, você sabe que você está fazendo as coisas direito, quando o resto do povo começar a se sentir desconfortável com o que você está fazendo. Nós ficamos concentrados na verdade, nós falamos a verdade e nós continuaremos em frente. Não se preocupe com isso, sabemos o que é a verdade.

A partir do momento que você escreveu uma música inspirada na Frida Kahlo, o museu na cidade do México recebeu mais visitantes. Como você se sente sobre isso?
É maravilhoso, simplesmente incrível, mal podemos esperar para voltar lá.

Agora que você é uma banda grande e toca em estádios, do que você sente falta nos lugares pequenos?
Na verdade, não somos. Os camarins e o mau cheiro são desconfortáveis, mas o novo álbum está sendo gravado para nós tocarmos em espaços pequenos, mas não sabemos se isso vai acontecer.

Don’t Panic está relacionado com Guia do Mochileiro das Galáxias. O trabalho de Douglas Adams tem influenciado a sua música?
Eu nunca li esse livro e eu acho que deveria… Para falar a vedade, o título da canção foi tomada aleatoriamente, extraídos do livro. Em geral, um monte de livros influenciam a nossa música e isso é ótimo.

A Natalie Imbruglia escreveu uma canção para você, e você disse que era a melhor canção que ela já tinha escrito. Qual a sua opinião sobre isso?
Eu sei que é uma canção maravilhosa, mas ainda não foi finalizada ainda e eu gostaria de saber o que aconteceu com ela.

Você já pensou em fazer uma homenagem a Frida Kahlo, agora que você está indo visitar nosso país?
De certa forma todo o show é uma homenagem a ela, talvez a gente vai ter uma boneca inflável dela no palco. A razão pela qual nós estamos terminando a turnê no México, é porque é de onde a idéia do Viva la Vida veio, ela influenciou todos os que trabalham.

Você tem algum plano de continuar a trabalhar com a Oxfam?
Eles estão sempre nos shows, nos estandes com informações. Então sim, vamos continuar a trabalhar com eles.

O que é mais importante, ser rico ou ser famoso?
Essa é uma pergunta engraçada. Eu acho que o que importa são as razões pelas quais você é rico ou famoso. Que eu agradeço mais é ter a oportunidade de fazer parte desta banda, o que é ótimo. Fama e riqueza são apenas uma consequência, um valor a mais.

Existe algum lugar que você planejou para visitar quando você volta para o México?
Fomos no estúdio para que possamos estar 100% prontos musicalmente. Assim, nós não fizemos planos para visitar qualquer lugar.

Com a tecnologia e internet, você tem planejado lançar um álbum em CD como um download?
Eu acho que eventualmente isso vai acontecer, mas para o momento, faremos uma nova gravação e vamos pensar em uma nova forma de apresentar o álbum. Eu acho que a melhor coisa da música agora é a maneira como você pode obtê-la. No final do dia há sempre alguém que gosta de ir a uma loja e comprar discos.

Fonte: Ocesa | Créditos da foto: @ColdplayAR | Agradecimentos: Coldplaying

error: Content is protected !!