Coldplay lança EP e curta-metragem apostando em versões acústicas de faixas do “Everyday Life”

Paula Valladares
21 fev 2020

Na última quinta-feira, 20 de fevereiro, o Coldplay lançou um mini show acústico exclusivo para a plataforma de streaming Apple Music! Intitulado Reimagined EP, o trabalho conta com a versão acústica de três faixas do Everyday Life, disco lançado pela banda em novembro de 2019.

As canções que compõem o EP são BrokEn, Champion of the World e Cry Cry Cry. Para poder ter acesso ao material é necessário ser assinante da plataforma Apple Music.

Descrição do Reimagined EP, pela Apple Music:

“Neste EP exclusivo, Chris Martin e Jonny Buckland do Coldplay reuniram os produtores Rik Simpson, Dan Green e Bill Rahko para realizar uma performance acústica dos sucessos de Everyday Life (2019). Ao incluir cantores do doo-wop Cry Cry Cry e no gospel BrokEn ou ao adicionar uma seção de cordas em Champion of the World, cada escolha apresenta uma nova perspectiva do poder do Coldplay.”

A Apple Music também divulgou na plataforma um curta-metragem de nove minutos de duração mostrando o processo de gravação do projeto musical “Reimagined”. No vídeo, Chris e Jonny aparecem contando um pouco da história por trás das canções que integram o EP enquanto são exibidos trechos das três performances. Abaixo você pode assistir à prévia, de aproximadamente um minuto, do filme do Reimagined EP.

Assista ao curta-metragem completo aqui.

Confira a tradução da entrevista exclusiva de Chris e Jonny para a Apple Music!

Chris: “Hoje nós tentamos simplificar umas músicas que já eram bem simplificadas. Fizemos isto tirando dois integrantes da banda.”
Jonny: “É fácil (risos).”
Chris: “Foi fácil (risos). Vamos dar um jeito, vou cuidar do Jonny. Um cuida do outro e nós… Como de costume. Infelizmente, se está lidando com dois integrantes que nunca sacaram onde estão na música (risos).”

BrokEn:

Chris: “a canção BrokEn surgiu num período de muitas tentativas. Tentamos fazer vários gospels ao longo dos anos e testamos BrokEn de muitas formas. Acho que ela nasceu trabalhando com Brian Eno no final da década de 2000. Ele nos apresentou muita música gospel e a cappella, além do grupo Golden Gate Singers, e, enfim, essa música BrokEn, como a conhecemos agora, surgiu de uma levada só e pareceu a coisa certa. No geral, o processo de composição exige que eu me sente à noite e veja o que está rolando. Eu gosto de me sentar e esperar para ver o que acontece, e, se pinta algo que eu ache bom, geralmente mostro ao Jonny e, se gostar e tiver ideia para a canção, ele a desenvolve e depois… É assim?”
Jonny: “sem dúvida. Em geral, temos um tema, um título e uma ideia para a gravação desde o começo do processo. Talvez umas duas canções, ou quem sabe várias, mas sempre há uma ideia concreta do que queremos e como faremos.”
Chris: “sim, conceitualmente.”
Jonny: “acho que ter a ideia do que ela será ajuda bastante.”

Champion of the World:

Jonny: “a perspectiva de Champion of the World é nos ver como crianças encarando o mundo com 12 ou 13 anos, para de repente sacar que ele é mesmo grande e assustador e você não sabe qual será seu papel.”
Chris: “acho que pra mim e pra nós, a música é inerentemente catártica e nossas canções costumam, mesmo quando surgem de algo sombrio, algo em estar dentro da canção ajuda a suavizar a loucura, a dor ou… A coisa é suavizada pela música em si. Quando acabo de cantar a canção não me sinto tão deprimido como no começo, qualquer que seja o motivo sobre o qual estou cantando. Particularmente, quando Jonny acrescenta suas partes, e Guy e Will, tudo começa naturalmete a me animar. A canção Champion of the World parte de uma questão conturbada, com um molque de 13 anos, mas ela termina com a banda se juntando. Aí você se sente: ‘muito bem…’ Sempre encontramos otimismo nos outros, na colaboração e em compreender que os outros sentem o mesmo que você, geralmente.”

Cry Cry Cry:

Chris:Cry Cry Cry vem sendo feita desde que vimos De Volta para o Futuro, com a canção Earth Angel. Esse lance doo-wop dos anos 50 é tão divertido. Estava ouvindo uma velha canção dos anos 60 chamada Cry Baby. Eu achei que uma parte soava legal e meio que copiei o áudio para ver que outra canção nasceria.”

Algumas fotos dos bastidores da produção do Reimagined EP:

Foto via: Apple Music

Foto via: Apple Music

Foto via: Apple Music

Foto via: Apple Music

Fonte: Apple Music.

Paula Valladares

error: Content is protected !!