Coldplay lança clipe deslumbrante para a música “Everyday Life”

Vitor Porto
9 dez 2019

Depois dos vídeos para o single “Orphans” e para o single promocional “Daddy”, chegou a vez da faixa que dá título ao novo álbum do Coldplay ganhar clipe. Hoje (9), a banda lançou um vídeo de tirar o fôlego para a música “Everyday Life”!

Dirigido pela canadense Karena Evans, o filme começa com narração que conta que a palavra “Ubuntu” veio da língua Xhosa (uma das línguas oficiais da África do Sul) e que em tradução direta significa “humanidade”. Ampliando o significado da palavra, o narrador conta que ela quer dizer que “você sempre precisará do próximo. Uma mão lava a outra e a outra mão precisa da outra mão para ser limpa” afirmou o homem, completando que Ubuntu é “ajudar os outros, os seus irmãos e as suas irmãs, mesmo que eles sejam estranhos para você e mesmo que você não os conheça. Você deve ajudá-los. Isso é Ubuntu”.

O clipe alterna cenas que mergulham no cotidiano das pessoas com lindos momentos dos integrantes do Coldplay em uma praia dos Estados Unidos. Com o piano posicionado na areia, o vocalista Chris Martin canta com o mar de fundo, enquanto Guy, Jonny e Will também ocupam o espaço e fazem bonito com seus instrumentos e com a companhia do sol, que se destaca na tela.

Colocando pessoas de lugares como Ucrânia, Marrocos e, principalmente, África do Sul como verdadeiros protagonistas, o vídeo é uma imersão no que diz a canção, ou seja, no cotidiano dos indivíduos. Guiados pela cativante melodia de Everyday Life, crianças e adultos caminham com os telespectadores pelas ruas e diversos cantos. Com uma bela fotografia, o filme brinca com referências através de uma paleta de cores que assume tons vermelhos para momentos de coreografia e tons de azul para potencializar instantes de fé.

Mais uma vez com coreografias elaboradas por Tanisha Scott, que trabalhou com o Coldplay no clipe de “Orphans”, takes filmados em um ferro velho impressionam. Em uma intepretação possível, os movimentos da coreografia falam sobre liberdade e se conectam com a força que a palavra Ubuntu ganhou na luta contra o Apartheid e a sua imperdoável segregação racial apoiada pela legislação.

Na África do Sul, Ubuntu tornou-se uma ideia diretamente ligada aos capítulos de batalha contra o regime que excluía a cidadania e os direitos dos negros, e que traz consequências graves ainda nos dias de hoje. Realçando as raízes do país, o clipe ainda conta com um envolvente plano aberto que mostra pessoas promovendo movimentos de dança africana no topo de uma montanha e depois no meio de dunas.

Além de uma admirável forma de retratar a cultura e os costumes da vida cotidiana, o vídeo ainda fala sobre representatividade e suas diversas formas de expressão. Mulheres com hijab, homem orando na direção de Meca, pessoas manifestando fé de diferentes maneiras e mulheres homossexuais demonstrando afeto são alguns exemplos expostos no vídeo de uma maneira sensível.

Antes de terminar com crianças na escola e com diversas pessoas cantando músicas típicas da África, o mesmo narrador do início pontua: “Ubuntu: eu sou porque nós somos”.

Vídeo de Coldplay e Texto com referências de Instituto Geledés.

Vitor Porto

error: Content is protected !!