A Whisper [#5]

Tom Di Oliveira
24 nov 2015

Olá, amigos! Estamos de volta com a coluna A Whisper, uma série de postagens mensais com curiosidades sobre o Coldplay. Isso enquanto aguardamos ansiosos o lançamento do LP7, que acontecerá daqui há exatos 10 dias. Hora de sabermos um pouco mais sobre a banda! Let’s go!


Em 2001, o Coldplay lançou um CD em edição limitada de “Trouble”, o terceiro single do álbum “Parachutes”, que apresenta um remix de “Yellow”. Sendo feitas apenas 1.000 cópias, este registro foi emitido apenas para alguns fãs e jornalistas. Raríssimo!


A A Rush of Blood to the Head Tour teve início em junho de 2002  e encerrou-se em setembro de 2003. A banda visitou cinco continentes, incluindo datas no Glastonbury Festival, T in The Park e Rock Werchter. Muitos concertos de showcased disseram que a iluminação elaborada e as telas individualizadas lembravam a Elevation Tour do U2 ou a Fragility Tour do Nine Inch Nails. Durante o alargo da turnê, gravaram um CD e DVD ao vivo intitulado Live 2003, sendo este gravado no Hordern Pavilion, em Sydney.


Além da performance do Coldplay com “Talk”, Chris Martin ainda apresentou o cantor e compositor canadense Bryan Adams, que foi introduzido ao Canadian Music Hall of Fame. A cerimônia foi realizada no Halifax Metro Centre, Halifax, Nova Scotia, Canadá, no dia 2 de abril de 2006.


O Coldplay foi laureado com os troféus de Best Act in the World Today (Melhor Banda da Atualidade) e Best Album (Melhor Álbum) por “Viva la Vida or Death and All His Friends” na cerimônia do Q Awards, realizada na Grosvenor House, Park Lane, em Londres, no dia 6 de outubro de 2008. (Foto: Dave Hogan/Getty Images Europe)

gb


Até o início de 2014, o álbum “Mylo Xyloto” havia vendido em torno de 8 milhões de discos mundialmente, sendo até então, o disco de estúdio do Coldplay com menos vendas registradas.


A letra e instrumentação de “True Love” recebeu a aclamação da maioria dos críticos de música. Mack Hayden da Paste Magazine chamou “o maior momento do Coldplay no álbum é quando Chris canta ‘Diga que me ama / Se não, então minta pra mim’. É esse tipo de romantismo ferido que fez de ‘A Rush of Blood to the Head’ um álbum tão maravilhoso, e é bom vê-lo de volta aqui.” Já Stephanie Benson do Spin escreveu que a faixa “culmina com um mal-humorado solo de guitarra tão sedutor quanto os de John Mayer”.


Que a canção “Miracles” estará presente na edição japonesa do álbum “A Head Full of Dreams”. A música foi escrita e gravada para o filme Invencível (Unbroken, no original), dirigido por Angelina Jolie.  “Miracles” foi lançada como single no álbum da trilha sonora do filme em 15 de dezembro de 2014, através da Parlophone e Atlantic Records. A canção também ganhou um lyric video, que foi lançado em 22 de dezembro do mesmo ano.


Bom, por hoje é só! Quando voltarmos a nos ver já teremos em mãos o tão aguardado LP7 (A Head Full of Dreams). Espero que todos possam se surpreender positivamente com este álbum. Deixem seus comentários e até a próxima!!!

 

Tom Di Oliveira