[Let’s Talk #17] Especial Turnê Mylo Xyloto.

Diego Luiz
12 ago 2012

Os rumores do Coldplay fazer show em 4 capitais brasileiras, deixaram os fãs na maior expectativa. Lembrando que a divulgação oficial das datas, geralmente acontecem entre setembro, outubro ou novembro. Foi assim no show de 2010 da turnê Viva la Vida.  Com o Rock in Rio, como você pode ver aqui, o rumor saiu da mesma pessoa que afirmou que a banda vem ao país em 2013. Então, pode começar a preparar o coração para os próximos meses, pois a confirmação não deve demorar muito para acontecer. Para deixar vocês ainda mais ansiosos, preparamos um Let’s Talk especial sobre a turnê Mylo Xyloto, juntamente com um Top 10. Preparados?

Completa hoje ao todo 70 apresentações da banda com a turnê Mylo Xyloto ao redor do mundo, sendo que eles ainda tem pela frente 17 shows até o fim do ano. Eita banda atarefada não é? Em números, a arrecadação de acordo com os dados da Billboard, foi de $10,199,765 até agora. O design de produção Paul Normandale que colabora com a banda novamente, disse que “a ideia era um projeto em evolução, que poderia expandir para um caminho em estádios a partir de um centro mais belo.” Não é difícil notar que ele conseguiu o feito, esgotando ingressos na maioria das apresentações da banda, tanto na Europa como na America do Norte.  Você pode ler mais sobre a complexa produção aqui.

O grande problema de fazer shows assim é o custo elevado de toda essa estrutura, já que existe uma certa dificuldade de transporte de toda essa cara produção (principalmente para os países da America do Sul), o que consequentemente, vai fazer com que o preço dos ingressos fique nas alturas (coisa com que muito brasileiro está acostumado). Sem mencionar os possíveis cortes de outros aparatos para diminuir os custos, quem se lembra da turnê Viva la Vida?

Portanto, se você ver alguma coisa diferente aqui ou ali, não se preocupe, a banda é a mesma, afinal o que vale, é a habitual energia de Chris Martin e Cia de contagiar o público com suas músicas e não as psicodélicas luzes e a tela gigante.

Diz a lenda, que em 2010, tanto no Rio de Janeiro como em São Paulo, a banda trouxe seu pequeno “shop” de produtos oficiais que você poderia levar da turnê Viva la Vida.  Eu particularmente não encontrei, talvez por causa da multidão, não sei. Em outros países existem sortudos que conseguiram levar “tour Books”, camisetas, entre outras coisas.

Pelo visto, parece que nessa turnê, eles também vão trazer mais lembrancinhas para o fãs levarem para casa. Então, para você que gosta de colecionar coisas do Coldplay, esperamos que dessa vez a banda coloque sua loja num lugar fácil de localizar.

Loja do Coldplay no show em Chicago, NJ’s Izod Center.

Para você que não teve a oportunidade de ir ao Rock in Rio ou se foi e quer repetir a dose, deve estar ansioso para ver e ouvir ao vivo músicas como Charlie Brown, Every Teardrop Is a Waterfall, Hurts Like Heaven, Don’t Let It Break Your Heart, Up in Flames, Major Minus, Paradise, Princess of China, Us Against The World, Up with…ops,  Up With The Birds e U.F.O são as únicas músicas que ainda não deram as caras na turnê Mylo Xyloto. Esperamos que pelo menos a incrível “UWTB” apareça no setlist quando o Coldplay passar por aqui.

Já é marca registrada dos shows o espetáculo visual causado pelos incríveis confetes temáticos do Coldplay. Muita gente ficou triste com a retirada de Lovers in Japan e seus confetes borboletas :borboleta:  do setlist. Alguém da produção pensou “hey, não podemos ficar sem os confetes”, no início a substituição aconteceu na música In My Place, com confetes da letra M e X,  somente depois começaram a entrar outros tipos. Se o vento for bonzinho com você, durante o show é possível pegar vários no ar, caso contrário, terá que esperar o show terminar e pegar alguns do chão…mas saiba que fazer isso é bastante divertido.

Outra coisa que não podia faltar são os balões. Logo que a banda começa a tocar Yellow, para a alegria do público balões amarelos despencavam do céu, a única modificação aqui foram as cores…

…formatos.

Incrivelmente alguém conseguiu levar para casa uma dessas bolas. Sim, isso mesmo. Imagine como foi ter que aguentar o show inteiro protegendo este precioso artefato?

Talvez uma das grandes atrações dessa turnê, é a invenção de um pequeno, mas poderoso item que faz a alegria de muita gente nos shows, as Xylobands. De acordo com o guitarrista Jonny Buckland, o custo de produção das pulseiras por cada show é algo em torno de £ 400.000. Pois é, quase meio milhão de euros por noite para financiar as Xylobands. “A maior parte do dinheiro que ganhamos na turnê é colocada nas pulseiras. Temos que descobrir um jeito de mante-las sem ir à falência porque é uma parte crucial do show”, disse Chris Martin. Esperamos que isso não seja um problema quando a turnê chegar aqui.

É quase impossível ficar quieto num show do Coldplay, ou você não sabe a letra de alguma música ou você está com algum problema na voz. Não é atoa que os fãs brasileiros são conhecidos pela animação que agita qualquer banda que passa por aqui. Meu momento preferido é em Fix You, quando o público canta o trecho final ou em Viva la Vida no interminável coro no fim.

       

Acredito que uma das partes mais interessantes de qualquer turnê, é o fato de fãs de várias partes do país se encontrarem. Seja esperando a banda chegar no hotel ou durante a fila, muitas pessoas fazem amizades nesse dia. Por experiência própria, é muito difícil encontrar um fã do Coldplay mal humorado.

Palco B ou palco X (por causa do formato de X, dãaa), é o momento onde a banda deixa o palco principal para se aproximar do público.  Assim, se você quiser tirar aquela foto bacana ou para as meninas que adoram gritar o nome do vocalista, a hora é essa. É também a parte do show onde a banda traz um ar mais acústico para apresentação.

                                 

O que seria de um show do Coldplay sem as clássicas do Coldplay? Muita gente pede que a banda retorne com músicas que eles não tocam a séculos! Semana passada a pedido do público, Chris Martin tocou Amsterdam. Acho que todo show deveria ser assim, o problema seria a duração da apresentação, afinal não daria tempo de tocar tanta música esquecida.

Tem pessoas que esperam anos para ver sua banda favorita tocar ao vivo. Nesse dia nada pode dar errado, tem que ser impecável.O que faz os shows do Coldplay serem inesquecíveis, não são os palcos cheios de tecnologia, as luzes, os confetes, as telas gigantescas, as xylobands, claro que, visualmente, tudo isso é incrível, mas o que realmente vale são as músicas e a performance da banda. Em alguns casos, você deve escolher a canção mais popular, a música mais emocionante, a música mais emocional, sempre vai ter aquele momento no show em que você vai se lembrar: “Wow! Essa foi ótima!”. Se há uma constante em tudo isso, é que a banda carrega uma enorme capacidade para provocar diversas emoções e reações no público, independente se essa for sua primeira vez ou não, todo o mérito não está apenas no espetáculo visual, mas sim com o próprio Coldplay e suas músicas. Então, você que realmente é fã e tem esperado muito tempo para poder vê-los, a hora está chegando e pode ter certeza, dificilmente você voltará para casa decepcionado.

 

 Para ler outros Let’s Talk clique aqui.

Diego Luiz

@diegolsc