[Let’s Talk #16] Charlie Brown e Mylo Xyloto – O video clipe

Equipe Viva Coldplay
3 fev 2012

A coluna Let’s Talk tem o objetivo de incitar o debate e é isso que eu vou propor com esse texto. Eu escrevo aqui a minha opinião sobre o vídeo clipe de Charlie Brown e proponho que o leitor comente a respeito, concordando ou discordando de mim. Mas, quero deixar bem claro que essa é somente a minha opinião e não reflete o pensamento do site, enquanto veículo de informação sobre o Coldplay. Let’s Talk!

Já tem muita gente torcendo o nariz para o vídeo clipe da música Charlie Brown. Era de se esperar, já que todo o novo trabalho do Coldplay tem gerado críticas – e as velhas comparações com os trabalhos anteriores da banda. Quando se trata de Coldplay, não existe meio-termo. Ninguém gosta “um pouco” da banda: ou a adora ou a detesta.

De acordo com a história proposta pelo álbum conceitual – o amor que nasce e sobrevive num ambiente inóspito –  Mylo  está numa jornada e busca ser livre para viver o amor. A mim sugere que durante Charlie Brown, ele procura uma válvula de escape, uma fuga dentro da sua realidade. Ele busca a diversão, quer extravasar a sua rebeldia e se encontrar. O enredo do video acompanha de perto o que diz a letra da música e algumas fotos dos bastidores da gravação do clipe já tinham sido divulgadas, dando uma idéia do que esperar sobre todo o visual. Eu concordo que uma banda que apresentou vídeos  como The Scientist, Strawberry Swing e Talk, deixa muita gente decepcionada quando não surge com uma idéia  inusitada. Também entendo que a expectativa criada em torno do lançamento do vídeo – que chegou a ter sua data adiada – pode ter dado tempo aos fãs de criarem suas próprias leituras, e a imaginação é sempre mais criativa que a realidade. Mas, acredito que eles estejam sendo coerentes com a prévia mostrada na versão ‘live’ de Charlie Brown e na proposta visual da Era MX, com seus fogos de artifício, graffittis, cores que brilham no escuro e uma pegada mais jovem.

As maiores críticas dos fãs vem do fato de que o clipe não tem “a  cara” do Coldplay, está muito pop e tem cenas de apelo sexual, com muita “pegação”. Realmente, esses são elementos encontrados em trabalhos de outras bandas com sonoridade pop, hip-hop, dance ou techno. Se o Coldplay hoje é “pop”, estejam certos que essa é a intenção e o caminho que estão trilhando agora. É ingenuidade esperar que essa banda que lota estádios de futebol volte a ser como aquela que lançou Parachutes há mais de uma década. O som da banda vem se adaptando e mudando ao longo dos anos e eu acredito que cada era teve seu momento ideal e tem lugar garantido no seu espaço-tempo. As músicas são atemporais para quem curte a banda, mas para as questões do mercado fonográfico, cada era teve o seu momento.  Eles deixaram de ser underground quando tocaram no Glastonbury e ganharam o seu primeiro Grammy. A própria banda já declarou que gostaria que o maior número possível de pessoas ouvissem a música deles e, estrategicamente, um vídeo clipe como o de Charlie Brown ajuda a disseminar a música incrível que ela é – não existe volume alto o suficiente para ouvi-la. Mas, o que as pessoas não estão percebendo é que o mote do vídeo clipe é o AMOR. E isso, sim, é a cara do Coldplay!

A história é um romance. O personagem calça uns tênis coloridos e ganha super-poderes como um cavaleiro medieval empunhando sua espada. Ele entra num carro roubado como quem monta um cavalo branco e vai salvar a sua donzela, destemido. Como diz a letra da música, ele quer ver o que os amigos tem a oferecer a ele e aceita a oferta. Eu aceito a oferta que o Coldplay está me fazendo. A nova sonoridade combina com o momento deles, as roupas e o colorido combinam com as músicas novas e esse clipe de Charlie Brown é a síntese do conceito do álbum. O que os personagens da música querem, é o que toda pessoa quer, principalmente quando se é jovem. Quer  estar com os amigos, ouvir música boa, se divertir, enlouquecer um pouco, amar muito, ser amado também. Os caras do Coldplay tanto também querem  essas mesmas coisas que estão lá,  juntamente com o casal e seus amigos. E o fato mais importante na jornada épica de Mylo e sua amada, é que eles estão buscando ser “felizes para sempre”! Mesmo que seja só por uma noite, como num conto-de-fadas pós-moderno.

Equipe Viva Coldplay

  • Concordo com cada caractere.

  • Will

    Não sei se é uma opinião mais própria, mas os clipes não mudam muito minha opinião sobre a banda já que eu acho mais uma arte complementar. Eu me importo realmente com as músicas e os shows, mas já que o assunto é o clipe…
    O Coldplay não tem mais a obrigação de provar o que é, então arriscar um clipe que tenha pegação não incomodam eles. Até porque o objetivo central foi justamente colocar esse sentimento jovem.. amar, se divertir, enlouquecer.. se encaixa bem na temática do álbum e é popular sim. É legal, cheio de cores, brilham no escuro, fogos… mais poderia ser mais criativo com o enredo. Eu por exemplo já imaginava algo como uma cena romântica do Guia do Mochileiro das Galáxias! haha Até porque a letra e a atmosfera da música tem muito mais a oferecer.

    Eles não fizeram nada de errado, mas deixaram a desejar. Os fãns mais xiitas vão odiar, certamente haha

  • Isaac

    concordo com cada palavra do post e anseio pra ver o clipe !

  • Juliana

    Keka adorei a sua opinião, msm pq é exatamente a minha!

    Na última matéria, q apresenta o clip, eu dei a minha opinião, se vc puder dar uma olhada, juro q eu ñ tinha lido o seu texto ainda!

    Bjs

  • Dréa Martins

    Concordo totalmente.Quem conhece o Coldplay há um tempo,sabe que o Chris já falou que os álbuns deles são feitos de acordo com o humor,a fase em que eles estão.Eles estão mais pop agora,mas ainda assim,pode-se ouvir em músicas como U.F.O e Us Against The World o velho e (sempre) bom Coldplay.Gente,aproveitem o álbum que apesar de muitas críticas,é bom sim.

    bj

  • Gabriel

    Adorei o clipe. Adorei o que li nesse texto. Se verdade, concordo com tudo também. Até porque estou cansado das pessoas que enchen o saco porque “Coldplay não é mais o mesmo.” Quando você fala que o clipe ajuda a disseminar a música, a gente acha isso em todos os aspectos, desde a vibe das cenas, à atriz convidada que para quem não sabe é(na verdade era) de uma série muito famosa no Reino Unido.

    Querendo ou não podemos até sentir falta de algo que nos deixe boquiabertos, algo inovador ou algo do tipo, mas o clipe encaixa na música e na nova fase do Coldplay tão perfeitamente que eu acho que valeu muito a pena.

  • Alice

    Só digo uma coisa: eu, no auge dos meus 18 anos, com essa minha juventude transbordando, mais do que nunca queria tá nesse clipe. E essa é a sensação que trago, tanto quando ouço o Mylo, quanto depois de ver esses novos videos, é de querer aproveitar cada segundo.

    • Dréa Martins

      Exatamente!

  • M.S.

    Acho que associaram um pouco com a série Misfits, até pelo fato do ”poder” e o leparkour que apresenta na série e também a atriz Antonia Thomas que faz parte do elenco. Gostei muito do clipe, já que amo a série e me fez lembrar muito.

  • Bárbara

    Concordo plenamente!!! Achei o clipe lindo!! Mto bem dirigido!! …e como vc disse o mote do vídeo clipe é o amor…então é Coldplay!! :)

  • Gabriel

    Concordo com tudo escrito.

  • M.F.

    Concordo. Eu particularmente não gostei do vídeo, pois, pela expectativa que foi formada, e também pela musica perfeita que é, era de se esperar algo explosivo!!! Ou seja, é um gosto de decepção.
    Sim, bem feito, produzido, mas deixou(como você bem disse) a desejar no enredo.
    Sou TOTALMENTE a favor dessa era MX, mas, como tudo que é inovador, precisa ser completo: Nos shows(que estão incríveis, já na parte ‘indoor’ da tour), o álbum(que foi magnifico!), e, por ultimo, a ‘cara da musica’, ou seja, os clipes. Eu achei perfeito os 2 primeiros videos lançados, ETIAW e Paradise, cada um com sua identidade. Acho que no proximo single(espero que seja “Don’t Let It Break Your Heart ” :D ) eles voltaram as origens da inovação. :batting_eyelashes:

    • Sara

      Eu amooo “Don’t Let It Break Your Heart ”, a melhor do Álbum, também espero ansiosa :D

  • João Pedro

    QUANDO UM EMPRESÁRIO, COMO STEVE JOBS, POR EXEMPLO, TRIPLICA SEUS LUCROS E DIZ QUE TRABALHA POR AMOR, TODOS ADMIRAM.

    QUANDO UM MÚSICO COMEÇA A GANHAR MAIS DINHEIRO TODOS DIZEM QUE SE VENDEU, QUE NÃO CANTA MAIS POR AMOR. ISSO É ERRADO. SE CANTAR É A PROFISSÃO DO MÚSICO, DEIXE-O SER BEM SUCEDIDO FINANCEIRAMENTE E PROFISSIONALMENTE, AFINAL, ELE TAMBÉM TEM ESSE DIREITO.

    O Coldplay não precisa mais fazer clipes simples como Shiver, Yellow, e In My Place. Hoje, eles dispõem de dinheiro suficiente para poderem inovar com segurança. E foi o isso o que fizeram com Charlie Brown. Não é o melhor?? Não, realmente não é! Mas é diferente, e o simples fato de fugir a regra dos clipes do Coldplay o faz único. Crescer musicalmente não é sinônimo de se vender!!!!

  • Sara

    O clipe de Charlie Brown, na minha opinião, foi uma inovação do Coldplay. Eu ate acho isso legal, por que ninguém quer fica ouvindo musicas mais tristes como The Scientist, Strawberry Swing ( não que elas não sejam legais, eu amo essas musicas), pra mim MX e o melhor álbum do Coldplay. Mas esse clipe quebrou a imagem de santinhos que eles tinham, eu ate assustei quando vi essa ”pegação”e ate me perguntei: ” han?? isso e Coldplay”. Eu acho que eles tinham capacidade de fazer algo melhor! O que vai fazer o maior numero de pessoas ouvi a musica, vai ser a sonoridade, o batido dela, não o clipe. Mas como amante do Coldplay isso não vai influenciar o fato de eu amar Charlie Brown ou a banda. Alias nem tudo que eles fizerem vão agradar a todos, da mesma forma que eu achei que ficou a desejar, teve gente que amou e acho que não falto nada. Mas continuo a amaaaar Coldplay, a banda inovou nas musicas, nos clipes.. temos que aceitar isso!

  • Ana Paula

    Concordo com o texto! O Coldplay de agora não é o mesmo de dez anos atrás, não estou dizendo que eles estão piores, mas sim diferentes. Agora não me venham dizer “ah nada a ver com o Coldplay” Cada albúm tem sua identidade. E como disse o próprio Chris Martin, MX fala sobre transformar algo ruim em bom, colocar luz na escuridão. Esse clipe traduz a essência do albúm e a fase alegre do Coldplay. Pode não ter superado as expectativas, mas nem por isso Charlie Brown vai dexar de ser a melhor música do albúm.

  • lucas alexandre

    gostei mto do clipe :aplauso: achei ben parecido con i gotta feeling do black eyed pears`

    coldplay ta di parabens nos efeitos :aplauso: :aclamo: :legal:

  • isabella

    Concordo super com esse texto.Acabei de sair de uma pequena polêmica no Facebook sobre o clipe Charlie Brown,a pessoa falando que o Mylo é muito ruim e que tinha saudade do Coldplay antigo.Eu acompanho a banda desde o início e fico muito feliz pela ousadia desse álbum.Mylo só me fez ama mais o Coldplay e Charlie Brown (clipe) é a cara do álbum.Amei o clipe.

  • Matheus

    Mas coldplay nunca foi rock , sempre foi puxado mais pelo lado do R&B q é um estilo muito parecido com o pop pq estão reclamando agora ? se esse sempre foi o estilo deles? 9 acho q vcs não estão é satisfeitos com o trabalho desse novo album isso sim e ficam colocando problemas onde não tem…

    • Sérgio

      Nunca foi Rock amigo? Rock ñ é só ter riffs de guitarra, ou uma batida turbulenta!!! Você esta perdido em dizer que o estilo do Coldplay é R&B. Ouça o álbum Viva La Vida, Parachutes, enfim todos, e me diga se ñ é Rock :legal:

  • leila

    Eu só achei o clipe um pouco óbvio, realmente muito pop, mas entendo os motivos da banda agir assim, eu acredito que seja um exigência do próprio mercado, alguns fãs podem espernear o quanto quiserem, mas toda banda quer ser reconhecida e quer ganhar dinheiro, quando eles decidem por determinada estrategia, sabem o que estão fazendo podem desagradar alguns, mas agradarão outros tantos. O clipe não foi o que eu esperava, ok, paciência, nada na vida é como eu espero, mesmo assim, o Coldplay não deve nada ao Coldplay.

  • Natanna

    Li o texto, depois fui ver o clipe e voltei pra ler de novo.
    Concordo plenamente com tuudo. O som da banda foi mudando, evoluindo e os clipes simplesmente acompanharam.
    Achei que o último parágrafo foi a melhor definição possível!

  • Junior

    Eu também me surpreendi com as cenas mais “calientes” (?) do clip, porque isso é algo que o Coldplay realmente não havia trabalhado. No entanto, o que eles estão tentando fazer com Mylo Xyloto, inclusive nos clips, é passar a mesma energia do álbum, por isso Charlie Brown ficou ótimo e exatamente como tinha que ficar para se encaixar no contexto da música e do álbum.
    Lógico, se comparado a Every Teardrop Is A Waterfall, que é um clip cheio de juventude, mas sem nenhum tipo de pegação ou coisa e tal, ou com Paradise, que conta uma história que chega a ser emocionante, podemos achar Charlie Brown totalmente fora do que conhecemos do Coldplay, no entanto, o que eles estão fazendo agora é o objetivo que eles tem, é o contexto que querem passar. Particularmente, gostei do clip, e achei que nem foi uma apelação sexual, pois o que foi mostrado de beijos e carícias foi bem no estilo de duas pessoas que se amam, e não tanto de um casal que se deseja apenas por algumas horas, sem nenhum sentimento. De qualquer forma, a banda só inova e melhora a cada obra.

  • Jessica

    Não sei por que, tem gente que quer que o cold faça sempre músicas melancólicas,claro que as músicas mais lentas deles são ótimas,mas os tempos são outros, esse álbum, reflete como eles estão se sentindo agora, acho que as pessoas deveriam tirar o melhor possível dessa era, assim como foram as outras, como dito no texto, acho ingenuidadade de alguns acharem que eles seriam os mesmos caras, e fariam as mesmas coisas de antes, é tão bom ver que a cada álbum o cold proporciona algo diferente para nós, mas sempre sendo eles mesmos. Eles estão felizes com o que estão fazendo, claro que fica a critério de cada um o que vai achar, mas acho que eles estão sendo fiéis a eles mesmo e fazendo o que gostam. :) .

  • Maryana

    Amei o texto…tem pessoas que preferem essa mudança deles pro Pop.mas eu nao consigo preferir eles desse jeito.sim,eu gosto do album,mas nao se compara aos anteriores..e nem o estilo deles..sendo sincera,eu nao os consigo ver antes e agora..sabe… quase nao parece os mesmos…mas sempre vou ama-los e entendo que eles querem mudanças…e sim,eu preferia que eles sempre fizessem musicas melancolicas,foi assim que os amei…mas enfim, os amo muito muito muito

  • Guilherme

    Aff nao concordei com boa parte dos comentarios que vi aqui,qual o problema de o Coldplay fazer um clipe estilo festa ,vibraçao e alegria?É que muitos fans do coldplay acham que musica boa é sinonimo de musica melancolica,depressiva,e isso nao tem nada a ver, o Coldplay continua tendo a mesma qualidade que sempre teve,apenas mudou,e isso é muito positivo,pois ouvir sempre a mesma coisa enjoa,eu sou fan da banda de londa data desde de 2003 e estou adorando essa nova fase da banda,a alegria a felicidade que eles colocaram em suas novas cançoes sao perfeitas(Charlie Brown mostra muito isso),e isso ainda a banda faz muito bem,afluir sensimentos em suas cançoes,seja eles de alegria ou tristeza.E mesmo assim a banda continua fazendo musicas do seu velho estilo,us against the world,UFO,moving to mars e up with the birds,sao alguns exemplos.

  • Sérgio

    Amo a musica, adorei a fotografia, as partes da banda, e a parte do Chris girando é incrível!!! Ñ gostei do enredo, e o Mat, esta decepcionado.

  • Ica Lucka

    04/02/2012, (sab)
    17:13
    no meu querto com o meu laptop,
    declaro com a maior e convicta certeza:
    “To dentro do mundo MX!! não há como negar mais, as outras eras passaram, e não voltaram, por isso são ERAS… enfim se o coldplay chegou ao ponto de colocar duas meninas se beijando num clipe(3:06) … não há resistencia q dure mais pra mim, hehe, eu não criticava as muusicas novas, mas não botava muita fé, mas esse clipe, na minha opinião, q vai de contra com a dos outros, mostra q o coldplay é tão fiel com o q diz e o faz com um extremo talento, afinal ta mutito longe de suas definições de pop.

    POP: significa na lingua inlesa, estourar, rebentar, disparar… no pensamento de muitas pessoas, isso é semelhante a POPULAR, q está errado tanto na gramatica, quanto a história da musica e seu contexto, qualquer leigo que estuda-la por alto, irá entender… e terá certeza q o coldplay é 100% por cento pop, desde sempre. E vocês o torna mais pop ainda… entendem?
    vocês o questionam, criticam, apontam… não depende só coldplay ser pop…

    Voltando ao clipe, eu to muito orgulhoso de ser fã dessa banda, meu deus… vocês não fazem ideia da sacudida q o coldplay ta fazendo na linha da música, citada logo em cima, vocês entenderão, num sentido bem amplo… o coldplay vai ser tão lembrado, mas tão aclamado…
    as ultimas três eras,eram sómente, a raiz bruta do futuro coldplay, e devemos orgulhar q a conhecemos… não quero falar mais do q devo… hehe

    Como diriam na nossa terra tupiniquin: ” Hoje é dia de Coldplay, bebê.
    E para os q sonham em ver o coldplay entrar no palco de preto e ver o Chris com a tatoo do make trade fair… gente é como pedir para um sapo voltar a ser girino…
    P.S: Que sorte da brasileira q tá no meio dessa muvuca multi-colorida… Onde acho uma pulseira dessas???

  • Rúbia

    Acho o clipe totalmente coerente com a música, adoro Charlie Brown e apesar de ter outras preferidas no MX, acho que ela é a música mais forte do álbum, mas toda a expectativa e especulações criada em torno do lançamento desse vídeo acabou me deixando desiludida com resultado final, o clipe se tornou obvio demais o que acabou me deixando com um sentimento de “faltou algo”.

    Parabéns pelo ótimo texto Keka.

  • Erik Avilez

    Pra mim o problema real, e que eu acho que todos estão sentindo, é que o clipe meio que tirou um pouco da inocência do Coldplay, daquele lúdico que sempre tá nas músicas e nos clipes. Se concentrasse só na história dos dois, aí sim, porque seria o Amor que disseram, com razão, que é o cerne da banda.

    Acho que a “pegação” rompeu um pouco com o lúdico do Coldplay, por isso que causou estranheza e até um pouco de desgosto em alguns fãs – eu incluso :/

  • Não achei realista o clipe… Como disse antes, sou um grande defensor do “novo” Coldplay, mas acho que o conceito novo seria apenas desculpa pra fazer um clipe de Ke$ha como foi Charlie Brown. Mylo Xyloto é um álbum com uma história, e praticamente não tem história, não tem o que interpretar nesse clipe. Ele rouba o carro, vai pra boate pegar a mina dele e é só isso. Parece Firework da Katy Perry… Dava pra ter acontecido mais nesse clipe. A não ser que a história desse clipe continue por outros, esse clipe não vingará.

    • Elena

      concordo totalmente !

  • E no meu caso posso dizer que não é problema de aceitação com o “Coldplay Novo” pq eu gosto de tudo que eles tem feito. MENOS esse clipe. Que venha o próximo, o mais rápido possível…

    • Erik Avilez

      Perfeitamente.

    • Sara

      Concordo!

  • Irene Holanda

    Concordo plenamente com a Alice e com a Dréa Martins tenho 16 e tbm adoria estar nesse clipe (Aproveitar a vida cada segundo)
    O nosso querido Coldplay está numa nova fase Vamos Aproveitar! :smug: :)

  • Lindinaldo

    Concordo com cada palavra deste texto. Como já havia comentado, a banda está inrreconnhecivel, para que o que vale neste novo ”momento” é o capital e não a qualidade.
    Depois deste novo clipe, podemos esperar de tudo nos seus próximos trabalho e, é triste de ver que um banda com um som úncio e melócido se tornou POP. #fail

  • Bom….todo mundo critica Coldplay ah..porque eles fazem musicas tristes :blabla: ou então quando eles fazem um clipe ‘up’ ah…porque tem muita ‘pegação’…. :blabla: Adorei o clipe e concordo que eles não estão mais ‘santinhos’ digamos mas o que acho importante é eles continuarem fazendo músicas incríveis que eu amo muuuiiito!!!!! :legal:
    Por que quem é fã mesmo vai gostar e eu gosto deles justamente porque são diferentes e uma boa influência,mas enfim cada um tem sua opnião,tudo o que tenho a dizer:Curtam Mylo Xyloto (diferente tá..mas muiiito legal) e Viva La Vida intensamente. :rock:
    I LOVE C :borboleta: LDPLAY!!!!!!!! :love:

  • :raiva: :raiva: :alien: :alien:

  • lucas

  • Clarissa

    Eu concordo, na minha opinião, mesmo que pra mim os 3 primeiros cds sejam os melhores do Coldplay, principalmente o A Rush, eu adoro o MX. Tem uma sonoridade diferente do que nós, fãs, estamos acostumados, é verdade, mas ainda assim é um trabalho de qualidade. Não é tão bom quanto o inicial, nisso a maioria concorda, mas ainda assim é respeitável. É divertido, tem uma vibe animadora. Eu não acho que uma banda surge de um jeito pra morrer do mesmo, ela muda. Só que cada um lida com essas mudanças de uma forma, eu gostei e que venha mais! Gosto de inovação. E o Coldplay pra mim ainda é uma das melhores bandas de todos os tempos, independente de todo o colorido, de toda a pegada pop/hip-hop, eles ainda são incrivelmente talentosos.

  • bruxa velha

    concordo com vc! e que texo, hein, parabéns!

  • @rormartins

    A VERDADE É QUE A MAIORIA DAS PESSOAS SEMPRE NÃO ACEITA A MUDANÇA DE UM ARTISTA OU BANDA. JÁ PENSARAM SE O COLDPLAY SEMPRE TIVESSE GRAVADO OS ÁLBUNS COMO O ‘PARACHUTES’ OU COMO O ‘A RUSH OF BLOOD TO THE HEAD’? A MUDANÇA É NECESSÁRIA, SEMPRE. INOVAÇÃO! É ÓBVIO QUE EU GOSTO DE TODOS OS ÁLBUNS. SÓ ESTOU DIZENDO QUE NÃO PODE SER SEMPRE A MESMA COISA. CADA ÁLBUM TEM UM MOMENTO DA VIDA DO ARTISTA, DA HISTÓRIA, E DO MOMENTO DA INDUSTRIA MUSICAL.

    AINDA TEM AQUELAS PESSOAS MAIS VELHAS QUE DIZEM QUE O CENÁRIO ATUAL ESTÁ RUIM NA MÚSICA. FALA SÉRIO! ESTAS QUE ACHAM ISSO NÃO SE DÃO CONTA DE QUE O TEMPO DELES ERA O ATUAL ‘NO TEMPO DELES’. ELES EREM JOVENS.

    O MYLO XYLOTO É ÓTIMO :aplauso: :aplauso:

  • NÃO ACHAM QUE DEVERIA TER VÍDEO DE ‘PRINCESS OF CHINA’???

    :pazamor:

  • Yasmim

    Não gosto quando dizem que Coldplay está mudando com o “mundo” atual, já que atualmente
    só o que aparece é mulher semi nua (Rihanna), coisas sujas em clips (Kesha), e não
    quero que isso aconteça com eles.
    CB é a minha música favorita do álbum e até talvez da banda. Não gostei muito do clip, principalmente a parte da pegação, mas isso não mudou meu pensamento sobre a música e muito menos sobre a banda.
    Coldplay Era A Rush of a Blood to The Head, Coldplay Mylo Xyloto… Não importa, pra mim é sempre Coldplay, essa banda perfeita que é e sempre será.
    ?

  • Carol

    love coldplay :borboleta:

  • Jooão

    Coldplay 4ever

  • Eu amo a coldplay eles são fantástico e sua maravilhosas

  • Músicas são muito boa